Jobs for the Boys and Girls: Os novos rostos da Segurança Social

Há alguns meses, Pedro Mota Soares, jovem líder parlamentar do CDS, exibia na Assembleia da República um powerpoint que comprovava a instrumentalização e partidarização da Segurança Social pelo PS, então no Governo.
Hoje, Pedro Mota Soares é Ministro da Segurança Social e não tem qualquer powerpoint para mostrar. Mas os factos falam por si.
A nova Presidente do Instituto de Segurança Social, com a saída de Edmundo Martinho, é Mariana Ribeiro Ferreira Costa Cabral, orgulhosa esposa de um descendente de D. Afonso Henriques e filha do jornalista António Ribeiro Ferreira, o tal que queria partir a espinha aos sindicatos e que era um grande admirador dessa «senhora adorável» que se chama arguida Maria de Lurdes Rodrigues. Não tem a experiência necessária para um cargo desta envergadura, apesar de ter passado pela Acção Social na Vereação de Cascais, mas tem o indispensável cartãozinho do CDS-PP, Partido do qual é Vice-Presidente.
Mas há mais. Luís Monteiro, Vogal do Conselho Directivo, foi assessor parlamentar do PSD; Miguel Coelho e Joaquim Caeiro, outros dois vogais, foram assessores parlamentares do CDS.
Nos Centros Distritais da Segurança Social, é o que já sabemos e que há bem pouco tempo foi denunciado pelo PS – Partido que, como se sabe, nunca faz este tipo de coisas. Os Centros de Coimbra, Bragança, Viseu e o Porto, pelo menos, já começaram a infestar a Administração Central com apaniguados seus.
Quanto ao Porto, estamos em presença de um caso deveras interessante. O centrista Sampaio Pimentel, ex-vereador da Câmara do Porto na área da Protecção Civil, é o novo Presidente do Centro Distrital. O facto de nada perceber do assunto não deve ser, para quem o nomeou, muito importante. Para coadjuvá-lo, foi nomeada Ana Venâncio, vereadora do PSD e antiga colega de Marco António Costa na Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia. Uma curiosa arquitectura política que leva a que um membro da confiança de Pedro Mota Soares seja sempre marcado em cima por alguém ligado a Marco António.
Ainda no Centro Distrital do Porto, a rebaldaria continua com os assessores da Presidência. Sabe-se que vão ser nomeados 4, sendo que 2 dos nomes já são conhecidos: Maria Manuel, amiga de Sampaio Pimentel cujo maior feito profissional dos últimos anos tem sido o de se manter durante longos períodos em casa com atestado médico; e Ana Cancela, uma educadora de infância do Centro Infantil de Crestuma (de novo a predominância de Vila Nova de Gaia) cujos insuspeitos méritos na gestão e assesoria da «coisa pública» acabam de ser premiados com esta nomeação.
O mais curioso é que, ainda em finais de Agosto, o Governo anunciava com toda a pompa a extinção de 18 cargos de dirigentes distritais adjuntos da Segurança Social. Extinguem 18 directores-adjuntos, mas à razão de 4 assessores por Centro Distrital, vão nomear mais de 70. Excelente!
E como o exemplo vem de cima, aí temos Pedro Mota Soares, o putativo Ministro, a deslocar-se num Audi A7 de 86 mil euros para reuniões sobre pobreza e miséria, onde geralmente o vemos a perorar contra os beneficários do Rendimento Mínimo – sim, já sabemos que o contrato vem do Governo anterior e que não é possível rasgar contratos (só os contratos que o Estado tem com os Funcionários Públicos e demais contribuintes é que podem ser rasgados).
E como o exemplo vem, novamente, de cima, aí temos o verdadeiro Ministro, Marco António Costa, a reservar para si e para a sua assessora, trazida de Lisboa, metade do 15.º andar da rua António Patrício (Centro Distrital do Porto), num gabinete remodelado de onde se alcança uma vista esplendorosa sobre o Douro. Desta vez, pelo menos, não repetiu a façanha da sua anterior passagem pela Segurança Social.
E assim vamos, cantando e rindo, num dos principais ministérios da governação do país. Porque os tempos são difíceis e ninguém está imune aos sacrifícios.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 Responses to Jobs for the Boys and Girls: Os novos rostos da Segurança Social

  1. Pingback: Sem vergonha | Total Blog

  2. Morte aos Mercados says:

    Isso não importa nada, o que importa é a Coreia do Norte, a Síria, Cuba, a ex-URSS, a “brutalidade” dos “communards” de Paris contra os militares que os fuzilavam, o bigode despenteado do Stalin e sopa na barba do Marx.

    Qualquer problema real que exista e que sintamos na pele, seja a exploração, a corrupção ou a mentira no exercício do cargos públicos promovidas a galope por este governo deverá ser respondida com um qualquer lugar comum do anti-comunismo. E quando todos estes falharem então utiliza-se o mantra fascista: “os políticos são todos iguais”. Assim, sem mais nem menos, como quem pede um bitoque à casa e respondem-lhe que está a fazer chuva.

    Tudo, tudo, tudo serve, para ignorar a demolição controlada que este governo está a impôr a Portugal e a desfaçatez com que o faz. A única coisa que não vale é falar do assunto em destaque, confrontá-lo e tirar as conclusões óbvias da calamidade que foi destinada a este país.

    • M.aos M…como diz a Teresa Guilherme
      ” Isso Agora também não interessa para nada “” ao que eu acrescento, para estes fachos que têm andado a votar nestes Governos Xuxas e Cristãos iguais aos vendilhões do Templo, por mais que os Roubem á descarada, por mais que digam A e logo no dia seugintedigam B, esses têm sempre a desculpa na ponta da Lingua que ” amanhã ” não irão proceder da mesma forma nem seguindo a mesma politica mentirosa… esse de ano para ano, de campanha para campanha, conseguem sempre iludir as massas, fazendo-os acreditar que para a próxima “é que é “.
      Só o Comunismo é que nunca irá mudar as suas politicas, manterá sempre os mesmos erros do passado, conduzirá logo no dia a seguir á vitória a uma ditadura, criará logo Gulags como no passado e irá prender e assassinar os seus opositores politicos, isto mesmo independente de os seus dirigentes manterem uma coêrencia no discurso e nas suas acções….mas isso para eles, ” Agora não interessa para nada “.
      A coisa que mais roi estes fachos é que mesmo os dirigentes menos destacados do PCP, valem mais e têm mais Etica e moral num seu dedo do pé que todos os Dirigentes do PS/PSD/CDS.
      Mostrem-nos/lhes as estatisticas de dirigentes do PCP envolvidos em esquemas de corrupcção, lavagem de dinheiro, arguidos em processos e condenados e comparem-se com os nomes do PS/PSD/CDS para os verem a ficar roxos de ódio e cuspirem chavões da Coreia do Norte, Cuba e afins que é sempre a mesma desculpa esfarrapada.
      È por isso é que nunca este pais nunca se indireitará…. a maioria do Povo, deixa-se influ~enciar por estes Fachos que estão espalhados por tudo o que é opinião publica para condicionar o Voto á Esquerda
      FACHHHHHOOOOSSSSS
      Mas isso ” agora ( e sempre ) também não interessa para nada.

    • Márcio Veríssimo says:

      Peço desculpa pelo plágio mas o seu comentário é tão verdadeiro que decidi copiar…

  3. De says:

    Uma pessoa pensa que não é possível tanta desfaçatez
    e no entanto…

    Um post notável
    Urge a sua divulgação

  4. helder says:

    Post digno de ser gamado. Já está.

    grato

  5. Pingback: Não há papel que chegue para limpar esta merda toda « No Vazio da Onda

  6. Ferrnandes says:

    Sou de direita, votei neste governo, e concordo inteiramente com o conteúdo deste post. Estava convencido que este governo iria criar uma nova filosofia de acesso aos cargos públicos dirigentes, mas pelos vistos nem maquilhagem houve. Lamentável. Maldito cancro que são estas estruturas partidárias.

Comments are closed.