PSD – História da Repressão (1989 – 2011)


Já estamos habituados. Em Portugal, a Direita Radical resolve os problemas sempre da mesma maneira quando está no poder: à bastonada. Foi assim durante o longo e estéril cavaquismo e continua, 20 anos depois, a ser assim. O actual primeiro-ministro não percebeu a lição.
Pedro Passos Coelho, já o disse aqui, está de cabeça perdida. A rua assusta-o de tal forma que a contestação ainda nem sequer começou a sério e, em apenas 5 meses, já adoptou a cartilha de Cavaco.
O que é grave: se num mini-ensaio do que vem aí a Polícia já começou a distribuir pancada a torto e a direito, imagine-se o que será quando todos começarem a sair para a rua. Quando isto estiver transformado numa nova Grécia.
O que fará então Pedro Passos Coelho?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

29 respostas a PSD – História da Repressão (1989 – 2011)

  1. Vítor Vieira diz:

    Nestas questões de polícias infiltrados, a solução é, logo que detectados, fotografá-los e entregá-los aos agentes fardados. Ou à ASAE, se já estiverem deteriorados 🙂

  2. antifa diz:

    E falta no video o assassinio dos dois jovens sindicalista a mãos da policia no 1º de Maio de 1982 no Porto, a mando de Ângelo Correia, o mentor do Passos Coelho.

  3. xatoo diz:

    o Coelho é um títere
    mexe-se consoante os cordelinhos que o fazem mover
    sabe lá o homem o que fará
    acima dele na hierarquia da repressão ainda está o chefe da Policia
    e este cumprirá as mesmas normas que cumprem as outras policias dependentes dos Imperio: eles têm ordens (segundo directivas globais do imperialismo anglo-americano) para actuar sobre manifestantes pacíficos como se estivessem a tratar de revoltas de delinquentes em prisões
    É esta a politica – e mal fará quem pensar que ela é determinada pelo Coelho

  4. De diz:

    Instalados para servirem as ordens da troika.
    No bolso, o projecto revanchista de liquidarem tudo o que cheire ainda a Abril

    A Bem da Nação….de Merkel e das Sociedades Anónimas
    …e sob o manto pouco diáfano da bastonada

  5. xatoo diz:

    repressão social organizada: Pentágono oferece tecnologia militar a todos os departamentos de Policia nos EUA
    http://poorrichards-blog.blogspot.com/2011/12/pentagon-is-offering-free-military.html

  6. Bruno Carvalho diz:

    Não há que esquecer a repressão do governo Durão Barroso/Santana Lopes. E não se pode escamotear a repressão dos governos do Partido Socialista. A direita tem três cabeças e são as que assinaram o acordo com a troika.

    • Ricardo Santos Pinto diz:

      Claro que sim, Bruno. O PS em pouco se distingue do PSD, mas neste caso da repressão policial, parece-me que o PSD conseguiu ir ainda mais longe.

  7. JgMenos diz:

    A indigência ideológica mede-se pelo quanto se depende de factos externos.
    Quando é evidente a necessidade de terem uma polícia brutal em relação à qual se possam apresentar (de forma inteligível) como defensores do povo , algo está muito mal!
    E quando essa violência não é evidente, inventa-se em todas as oportunidades, interpretam – se fotografias, adivinham-se intenções, delira-se!!!
    E se o decoro é um conceito burguês que não impressiona, lembrem-se da história do Pedro e do lobo…

  8. Gentleman diz:

    Não deixa de ser irónico que apoiantes de doutrinas que, sempre que foram postas em prática, se traduziram em estados brutalmente repressores, venham agora falar em “repressão” em Portugal 🙂

    • Ricardo Santos Pinto diz:

      Pelos vistos, os Estados repressores estão em todo o lado, sejam quais forem as suas doutrinas. Nunca me viu nem há-de ver-me a defender Estados repressores, sejam eles quais forem, sejam eles Ditaduras ou Demnocracias.

      • Gentleman diz:

        Admito que sim. Não conheço o histórico do Ricardo neste blogue. Porém, conheço o histórico de outros que, com assaz regularidade, aqui vertem a sua complacência para com alguns dos mais terríveis regimes que a História já conheceu. Complacência que chega a ser condimentada com o mais abjecto negacionismo. O 5Dias é um curioso habitat, uma galeria de indivíduos fanatizados e que aparentam viver uma realidade paralela. Indivíduos para quem chamar “fascista” a um democrata liberal é de tal forma natural que nem se apercebem do ridículo implícito.

    • A.Silva diz:

      Não deixa de ser engraçado que os papagueadores do anticomunismo, sempre que se fala de repressão real e não da inventada pelas suas mente(capta)s, colocam-se sempre do lado dos torturadores, da repressão.

      Foi assim ao longo de 48 anos em Portugal, é assim hoje, em qualquer parte do mundo, sempre que os interesses do capital são postos em causa.

    • irmãluciadecalcuta diz:

      Pois não.sem contar com os atos democratas do ramiro Moreira ,do cónego de Braga e tuttinquanti lumpen de que é feito o PSD.A propósito como é vai o sr.dotor Duarte Lima,esse repositório da virtude lusitana,entre muitos da cloaca do psd?

  9. An Lage diz:

    Num blogue em que se branqueia e elogia o regime sírio, este tipo de posturas são hilariantes.

    • Ricardo Santos Pinto diz:

      Como isto é um blogue colectivo, e como nunca me viu a elogiar ou a branquear o regime sírio, o seu comentário é totalmente descabido.

      • An Lage diz:

        realmente o blogue é colectivo, mas eu nunca participaria num em que certos membros se entregam ao apoio dos regimes mais reaccionários e torsionários que se podem encontrar nos dias de hoje.

        • De diz:

          An Lage?
          Mas não terá alguma vergonha de tentar (mais uma vez) branquear a governação de pulhas?
          Mas An lage não terá vergonha de ser tão “transparente” nos seus objectivos?

          Falando curto e grosso para este An Lage.
          Este que diz que “eu nunca participaria num em que certos membros se entregam ao apoio dos regimes mais reaccionários e torsionários que se podem encontrar nos dias de hoje.”…

          porque participa então nesse mesmo blog?

          Ah,já sei.É como alguns a fazer de virgens púdicas, enquanto quotidianamente fazem como o Passos Coelho.Abrem as pernas a quem dá mais

    • A.Silva diz:

      Há também por aqui uns comentadores que andam sequiosos de ver o sangue do Sírios a ser derramado, as suas cidades destruídas, a sua economia arruinada, sob a botifarra dos americanos /NATO em conluio com os fundamentalistas islâmicos, como aconteceu na Líbia e antes no Iraque, e antes numa lista interminável de crimes que um dia hão-se ser julgados!

      • An Lage diz:

        o sangue dos sírios já está a ser derramado, e no iraque não foram só os americanos a derramá-lo.

        • De diz:

          An Lage estará a seguir as pisadas do seu amigo An Silva?
          Em que os disparates se servem para que se esqueçam os verdadeiros acontecimentos?

          Hmmm.O An aí está apascentando na Síria
          (Desde que não se fale no pulha do Passos coelho,o ladrão mentiroso que agora manda provocadores para a manifestação)

  10. Pingback: O mentiroso compulsivo ou a inutilidade mais bem paga do Portugal Democrático | cinco dias

Os comentários estão fechados.