Era bom ouvir 60 mil a gritar Messi, Dzeko, Bento! [actualizado]

Manuel Alegre e Paulo Bento, à sua maneira, são duas boas metáforas do patriotismo patego que o país atravessa. O primeiro, pede um gáudio sebastianista para salvar a nação. O segundo, garante que desta vez Portugal vai mesmo jogar para a ganhar embora desdramatize eventual eliminação. Um e o outro deviam ter abandonado a vida política depois dos últimos desaires. Os bósnios, hoje, só numa noite muito má perdem o bilhete para o Europeu e arriscam-se a deixar o estádio da Luz com muito mais brilho do que a Grécia, em 2004. Dentro do espírito de salvação que se vive, deixo dois onzes à borla e à consideração do Manuel José, o melhor sucessor de Bento à frente da selecção nacional:

Quim

Miguel – Carvalho – Pepe – Bosingwa

Moutinho – Meireles – Coentrão

Nani – Éder – Ronaldo

[Mika, Cédric, João Pereira, Eliseu, Bruno Alves, Tonel, Danilo, Vieirinha, Varela, Nélson Oliveira, Liedson]

NOTA: Portugal ganhou. A Bósnia teve uma noite má. O Hélder Postiga com um remate marcou dois golos, tendo começado a jogar aos 70′. O Paulo Bento vai poder continuar à frente da selecção e jogar uma fase final de um Europeu com meia equipa do Saragoça. Estamos todos de parabéns. O Álvaro Pereira afinal tem razão. A crise vai acabar em 2012…

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

30 respostas a Era bom ouvir 60 mil a gritar Messi, Dzeko, Bento! [actualizado]

  1. RM diz:

    Quim sim. Éder sim.

    Miguel nem pensar.

    • Renato Teixeira diz:

      Nem pensar!?!? Isso de fumar, defender e atacar e de jogar a titular na terceira melhor equipa do Estado Espanhol devem ser critérios de exclusão, não?

  2. PT diz:

    Afinal, e ao contrário dos seus desejos, parece que a noite foi um bocadito má para a heróica selecção bósnia…
    Essas qualidades de vidente extra-lúcida andam um bocado em baixo. Don’t quit your day job.

    • Renato Teixeira diz:

      Até aos 70′ estiveram com as pernas bambas. Jogaram com meia equipa. Imagine se fosse com uma destas. O Postiga tem um remate em todo o jogo e uma cabeçada…

      • p D s diz:

        ó Renato…francamente…então conte-me lá, até aos 70 minutos o que foi q os Bosnios fizeram ???

        Se bem me lembro, nas 1ª parte, não fosse aquele “penalty” manhoso, a bosnia tinha 2 remates á baliza; poucas ou nenhumas vezes foram á nossa baliza …

        e perante isto ainda defende que fomos uma miseria ??? Os 2 golos dos Bosnios foram perfeitamente fortuitos: 1- penalty …(não discutindo a sua validade ou não)…aparece de uma cabeçada do bosnio…que ia para fora, sem qqr perigo e embate na mão levantada…do Coentrão q ia em queda!…ou seja se o Coentrão não fosse em queda e tivesse o braço para baixo, a bola sai a muitos metros da baliza!
        2- um alivio de pepe, q cai nos pés do bosnio…q remata mal…e a bola vai directa a um bosnio fora-de-jogo!

        Nós podiamos não ter feito nenhum o jogo todo, q bastariam estes dos lances completamente ocasionais e inesperados não terem ocorrido, estariamos no Euro.

        Mas como os lances aonteceram…tb me parece que marcamos 6 – SEIS – 6 golos! …ou não se apercebeu deste facto aparentemente irrelevante para si ???

  3. calais garcia diz:

    ..sim, Renato, e o mundo também!… 😉

  4. kirk diz:

    A chatice da selecção ganhar é uma faca de dois gumes mas do mesmo lado da faca: o povo fica feliz e esquece a crise durante uns dias, dependendo da habilidade dos jornais dsportivos fazerem render o peixe da vitória. Ao mesmo tempo isso dá uma folga ao governo que pode apertar um pouco mais o torniquete enquanto a turba olha embevecida os seus heróis.
    Aí eu percebo o ponto de vista do Renato: cada vitória da selecção é um pe. No fundo é como dar uma esmola a um pobre, atrasa dez anos a revolução.
    Mas com a quantidade de tempo que temos pela frente (o tempo é a unica coisa que nunca acaba, é inesgotavel) aRevolução pode esperar uns dias.
    Renato, o mais certo é não gostares de futebol. Mas sabes, esta coisa do futebol acabar por servir de muleta a designios trágicos faz parte das regras do jogo. Apesar de tudo, mesmo sabendo que amanhã ninguém vai falar da crise e só se vai falar de bola, gramei os 6 que a Bósnia levou e só foi pena o Rube falhar aquele golo e o árbitro nao ter marcado o penalti á Bosnia por mão dum defesa.
    Renato, relaxa.

    • Renato Teixeira diz:

      Relaxo pois. O Bento também. Uma derrota de hoje poderia ser um fénix, mas vamos continuar a longa agonia da selecção do Jorge Mendes, dos Madails e dos Bentos. Vejjam como atira: «Bosingwa e Ricardo Carvalho no Europeu? Só como espectadores»

      • kirk diz:

        Meu Caro
        Quanto ao Bosingwa, não sei o que se passou porque em regra nao leio jornais desportivos, mas até dou de barato que o Bento esteja a fazer ronha e a meter nojo. Quanto ao Ricardo Carvalho, bem, o gajo portou-se como uma “prima dona”. Merda p’ra isto, o gajo ganho balurdios e faz uma birra por ficar no banco? Diz-me lá, quantos trabalhadores em Portugal é que andam a fazer birras sem levar nas orelhas? Eu não conheço. Ora, se o pessoal por cá, nao anda a fazer birras senão os patrões pôem-lhes uns patins na primeira oportunidade, porque raio é que havemos de arranjar uma medida de excepção para o RC? Santa paciencia, nesta o Bento tem razão, embora eu gramasse lá ver o Carvalho.
        Seja como for, hoje o Bento calou toda a gente. Há que engolir a pastilha por amarga que seja.

        • Renato Teixeira diz:

          Eu acho que o Carvalho foi elegante. Se eu soubesse jogar o que ele joga e soubesse que quem ia ser titular era o Bruno fifias Alves, também dava lugar aos mais novos. O que lhe valeu, hoje, é que o Pepe vale por 3.

  5. xatoo diz:

    são milhões, são milhões
    mas sai barato, comparado com o serviço que o futebol presta ao país (ao país deles)

  6. maradona diz:

    o coentrão não pode jogar a médio; ele ou é um dos melhores do mundo a defesa-esquerdo, ou é um médio pouco menos que medíocre (já para não falar a extremo, que era a sua posição original, digamos assim). o mourinho, com os problemas especificos lá dele, tentou a posição, mas já recuou (resultou uma vez contra uma equipa contra a qual até o joão gobern resultava a avançado). coentrão tem endurance, mas não tem pique; sabe passar e tabelar, mas não sabe fintar; consegue tocar a bola que está na posse do adversário, mas não a consegue roubar utilizando o corpo e o peso do corpo; não faço a mínima ideia como é que o jesus o inventou a defesa-esquerdo, e a mim ninguém me tira da cabeça que foi um golpe de sorte; todavia, é isso que ele pode ser, mas pouco mais que isso. nessa equipa o coentrão tem que passar defesa esquerdo. o resto está bem, apesar de eu não saber quem é o éder.

  7. Von diz:

    Você pode ser um grande revolucionário, mas de bola, não percebe um chavelho. O Miguel? O MIGUEL? Apre!!!…

  8. Ricardo diz:

    A lógica de Portugal ganha, a Revolução espera nunca me convenceu muito. Essa “Schadenfreude” só fica mal. Pela mesma lógica, o melhor seria o cão engasgar-se num osso, a prima ter cancro e o avô sofrer um acidente com o carro. Ganhava-se perspectiva sobre o preço fatal dos bens (que nos impediu de comprar ração para o bicho), da privatização da saúde e da corda-bamba financeira que cada família vive (que não permite substituir o boguinhas). Como se a miséria que se vive não chegasse. Sei que não era a intenção do post, mas é o habitual raciocínio de alguns comentadores. (oopss… agora vi que escorreu para um P.S., pronto, tinha de ser, não tinha?)

    Mesmo olhando para o passado, de que nos serviu as épocas secas de sucesso futebolístico na selecção?

    • Renato Teixeira diz:

      Ninguém aqui quer seca nenhuma e não é esse o momento histórico. Veja, actualmente há jogadores que podem jogar por Portugal com potencial para ganhar campeonatos. Só há um entrave: o Bento. Agora, resta esperar pelo Mundial.

  9. Tiago Mota Saraiva diz:

    Renato, o Bosingwa não é lateral esquerda. Podes substitui-lo pelo Álvaro Pereira, não o ministro, o do Porto

  10. Portela Menos 1 diz:

    RT é mais adepto da competência intelectual – futebolisticamente falando – do mestre CQqueirós.

    • Renato Teixeira diz:

      Manuel José, Portela, Manuel José. É parecido com o Nahuel e ainda por cima percebe de bola. Entre o professor e o patego, deixem lá estar o segundo.

  11. Miguel diz:

    De futebol estamos falados. Se Portugal tem uma equipa media a Bosnia tem, para qualque criatura entendida, uma equipa fraca.Faça mais prognosticos para a malta se rir que bem necessitados estamos…

  12. closer diz:

    Percebe-se que Renato Teixeira é tão lúcido a analisar futebol como a fazer comentários políticos.

    Eu ainda não me esqueci da sua genial antevisão de que a Académica ia esmagar o FC Porto antes de ter emborcado 3 batatas.

    Já pensou dedicar-se à pesca, Renato? Que diabo, eu hoje estou com uma costela de Rousseau e acredito que há-de ter jeito para alguma coisa

  13. RR diz:

    Caro Renato, no meio de toda esta envolvência social só você para me fazer rir, já que nem o Bruno Nogueira o consegue.
    Ah, o Miguel podia ir a fumar e já agora de pistola na mão…………….e também não quero jogadores de 1 só neuronio (Mourinho dixit) a jogar na selecção.
    Fique bem e continue a fazer humor que para isso tem muito jeito.

Os comentários estão fechados.