Do Parlamento burguês à Assembleia do povo, da República SA à República para todos, está bom de ver onde está a maior fantochada política que por aí anda.

Ditado popular dedicado ao JPP

Depois do trio de milicianos ter equiparado as Assembleias Populares a uma fantochada nazi-estalinista, José António Saraiva vem subir a parada e afirma que está desvendado l’esprit du temps do terrorismo: “O movimento dos ‘indignados’, debaixo da sua capa pacifista, acaba por estar ideologicamente muito próximo do terrorismo”. Compreende-se uma vez mais o devaneio. Apesar das pernas bambas, escrevendo meio aos soluços meio aos berros, no final revela-se mais capaz do que qualquer Matos, Pacheco ou Carmo: “Do caos não nasce a luz ou a riqueza – do caos só brotam soluções de força.” Nada a acrescentar. O Saraiva é, por defeito, o colunista de direita mais eloquente da praça. Ora vejamos:

Itália

Portugal

Japão

 

Assembleia Popular

Via Caçador de Patos Bravos

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 Responses to Do Parlamento burguês à Assembleia do povo, da República SA à República para todos, está bom de ver onde está a maior fantochada política que por aí anda.

  1. Carlos Carapeto diz:

    Desculpem sair fora do contexto da postagem mas é conveniente que se conheça isto.

    http://sp.rian.ru/international/20111026/151303525.html

    http://sp.rian.ru/doings/20111027/151310998.html

    Ainda alguém pode ter o descaramento de apoiar esta agressão?

  2. Vitor Ribeiro diz:

    O sobrinho do Hermano até tem razão… engana-se é no alvo (algo já patológico): a violência tem brotado, sim e em força, mas a mando do poder e sem que nada o justifique. E as declarações desse cidadão, bem como dos outros três estarolas referidos, apenas antecipa aquilo que não deixará de também acontecer por aqui, assim o ‘povo’ (essa entidade mítica na qual eu não acredito) acorde da letargia e faça os protestos aumentarem de tom.
    Pena é que esta gente, que se mostra tão ‘preocupada’ com a violência física de alguns indignados, não mostre a mesma preocupação com a violência insidiosa, e muitos mais generalizada e perigosa, das políticas que têm sido seguidas pelos indignos.

  3. anonimo diz:

    faltou este, Renato:

    http://www.youtube.com/watch?v=rwZSQrDuYzo

    é uma brincadeira. mas uma brincadeira séria….

  4. Padre Max diz:

    Quer acabar como kadaffi.Aliás,a NATO está a indicar o tratamento para esta ‘gente’ nazi-Capitalista,desculpe-me a redundância….

  5. ´De diz:

    O jornal “Público” on line faz no presente uma “triagem” aos comentários feitos às suas notícias.
    Hoje,numa notícia sobre:”Ditadura militar argentina:Prisão perpétua para o “Anjo Loiro da Morte”
    (http://www.publico.pt/Mundo/prisao-perpetua-para-o-anjo-da-morte-1518457#Comente)
    um tal André posta o seguinte comentário:”Ainda acham que em Portugal havia uma ditadura???? Em Portugal no tempo da chamada ditadura, parece que alguns presos alem de sairem mais gordos do calabouço ainda se conseguiram formar em algumas universidades enquantro dentro. Vamos todos imaginar se essas pessoas fossem atiradas do tal avião talvez Portugal não estivesse nesta vergonha que se encontra. Brandos Brandos costumes.”

    O rosto do fascismo estampado nas páginas dum jornal dito de referência….com o beneplácito do censor do dia do referido local

    O que tem tal com a notícia do Renato?
    É que ali foi feito o apelo directo ao terrorismo…fascista,claro
    JAL fala de …?

  6. ´De diz:

    Correcção: JAS e não JAL
    Com as minhas desculpas…

Os comentários estão fechados.