HÁ ALGUMAS HORAS no VIETNAME, perdão em SIRTE: foi encontrada (já estava há muito) a solução para a crise das dívidas soberanas

A solução:

Matar, expropriar e disseminar/espalhar/aprofundar/desenvolver (ufa!) ao infinito a democracia, a liberdade e os direitos humanos.

Matar todo aquele ou aqueles que se oponham ao ocidente democrático (ainda que no fim se tenham revelado seus aliados, sobretudo se se revelam e são, de facto, aliados).

Expropriar sempre os tendencialmente mais fracos (ou seja, os que ainda têm algo e podem resistir), o que têm e não têm, revelando que só destruindo o estado social se defende o estado social: o que é bem feito para quem defende o estado social – não percebendo que ele é parte desta máquina infernal capitalista que mentiu, sobre a coisa “social”, desde sempre. Usando a coisa “social” para poder sobreviver (e desde o século XIX), sobrevivência aparentemente garantida, altura para o capital demolir de vez a coisa “social” (quem é parvo que não o seja ou não o fosse!).

Enfim, espalhar a democracia pelo mundo inteiro e, quiçá, um dia….. até aos Estados Unidos da América. Pode ser que um dia tal seja possível. Veremos.

( E agora, porque não?, vamos às canções: )

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.