Hoje, depois da manifestação, não é preciso ir a correr para os autocarros. A luta continua logo depois da luta!

Jorge Palma, Janita Salomé, Vitorino, José Mário Branco, os Homens da Luta, os Terrakota, a Kumpanhia Algazarra, os Tambores dos Ritmos da Resistência e os Zabuena farão as honras entre a manifestação e a Assembleia Popular. Toma as ruas, a palavra, a proposta e o voto. Participa!

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

17 respostas a Hoje, depois da manifestação, não é preciso ir a correr para os autocarros. A luta continua logo depois da luta!

  1. Pisca diz:

    É por alarvidades deste tipo que eu prefiro antes descer o Chiado 3ª feira, recuso ir onde apenas me toleram e mesmo assim me insultam

    • Renato Teixeira diz:

      Diz que o partidão vai fazer uma parada? E esperar para ver se o povo alinha? Assim, sem chamado aos demais?

  2. Felipao diz:

    Depois das manifs vou de autocarro para casa. Eu e o resto do meu pessoal, porque vivemos a algumas centenas de km de Lisboa. Motivo de teu gozo e escárnio.
    Presumo que julgues que todos vivemos nas avenidas novas ou tenhamos motorista parámos levar a casa.
    É nestas tuas bocas, nestas tuas pequenas provocações que se revelam os caracteres pequeno-burgueses.

    • Renato Teixeira diz:

      Oh felipão. Quem tem que ir para casa de autocarro tem que ir para casa de autocarro. Não precisa é de ir à pressa.

  3. luta, luta e lutar SEmpre
    Porque não sou DESCARTAVEL nem TU!
    primeIro AS PESSOAS DEPOIS AS INSTITUIÇÕES E COPERAÇOES

  4. Pedro, o africano diz:

    LYBIA: OUR ZERO HOUR!

    http://www.uruknet.info/?p=m82277&hd=&size=1&l=e

    Come e cala-te!

    Long live the people of Lybia!

  5. diz que diz:

    Muito obrigado por essa lição de organização de luta de massas.
    Os autocarros são sem duvida o principal obstáculo à revolução. Na verdade, isso de trazer trabalhadores iletrados, completamente domesticados pela grande central sindical também deveria acabar. É dos livros que essa gente nunca fez uma revolução, e que quando chegar a altura, debandam para as suas casas, deixando os movimentos estudantis, jovens licenciados desempregados, e movimentos autogestionados sós na guerra contra os exércitos capitalistas.
    Acho muito bem que se promova este grande movimento de massas que está a ser o 15O denunciando os pró sistema. A revolução só se iniciará quando essa escumalha stalinista acomodada for totalmente extinta!

    • Renato Teixeira diz:

      Extinta? Não faltaram convites a que participassem. Muitos o fizeram. Pergunte-lhes como estavam as massas que elas parecem ter compreendido bem a sua responsabilidade.

  6. Bolota diz:

    Renato,

    Não era suposto os ” Deolinda ” fazerem parte deste elenco???

  7. António Fonseca diz:

    Um filho da puta provocador será sempre a melhor muleta do capital. Quando os trabalhadores se libertarem de pulhas como este, não vão ter pena.

  8. diz:

    É non bi nem um carago!

  9. Pisca diz:

    Depois da Viuvas do Socrates (Obrigado Nuno), temos os Netos do Camarada Abel, do JMFonseca-Blasfemias e daquele rapaz vigoroso revolucionário e combativo que agora anda a fazer de comentador e director do I, um tal Antonio Ribeiro/MES que tantos e tão dedicados revolucionários deu ao povo

    Calma rapaziada, se não seguirem fazer a revolução ainda esta semana, podem começar a reciclar-se

  10. Pisca diz:

    Esqueci-me de dizer, “Morte ao autocarros e a quem os apoiar” e aquela maravilhosa palavra de ordem “O Povo Unido não precisa de partidos”

  11. RM diz:

    O Renatinho não sabe o que é fazer mais de 1000km num dia para participar em acções de luta, e por isso acha muito mal que a malta se meta a caminho em vez de ir beber umas frescas para as portas de Santo Antão. Quem diz as portas de Santo Antão, diz, vá, as escadarias da Assembleia.

Os comentários estão fechados.