Como é que se diz “bullshitter” em português?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

17 respostas a Como é que se diz “bullshitter” em português?

  1. Dédé diz:

    Sócrates? Passos?

  2. Pedro Penilo diz:

    “Vaca de olhos com remelas”, diria Cavaco.

  3. António diz:

    Essa é fácil: Bernardino Soares!!!!

  4. Grumbler diz:

    Ele tem toda a razão e os EUA sempre foram coerentes com esta postura.
    Aliás, tanto assim foi que os EUA nunca tomaram partido no conflito do Kosovo e recusam-se a reconhecer a independencia do mesmo enquanto não se entenderem com a Sérvia.

  5. Carlos Carapeto diz:

    Se se resolverem os conflitos no Médio Oriente os EUA deixam de vender quantidades maciças de armamento para a região. E nessa altura a América perde a supremacia como potência economica.

    Qual o peso da venda de armamentos na economia Americana? Talvez esteja próximo dos 50%.

    Prosperam à conta da industria da morte.

  6. José diz:

    O peso do orçamento militar dos EUA no seu PIB andará pelos 4,8%. (2010)
    As vendas de armamento para o exterior foram de cerca de 8 mil milhões de dólares. ( o PIB dos EUA andará pelos 14 milhões de milhões de dólares) (2010)
    Curiosamente, a Rússia terá vendido cerca de 6 mil milhões de dólares em armamento nesse mesmo ano, com um peso muito superior no seu PIB, é claro, já que é bem mais baixo do que o norte-americano.
    Fontes Stockholm International Peace Research Institute – http://www.sipri.se

    De novo, Carapeto, confundir desejos com realidades dá nisto.

  7. De diz:

    O peso do orçamento militar dos EUA no seu PIB foi de cerca de 4,8%em 2010
    O peso do orçamento militar da Rússia no seu PIB foi de cerca de 4,0%,inferior assim ao primeiro
    Em relação a estes dados,os EUA têm um world share de 42,8.A Rússia tem um share de 3,6% de acordo com estimativas do Stockholm International Peace Research Institute.

    Em relação às vendas de armamento para o exterior é preciso ler(pelo menos) o que se escreve nas fontes citadas.E quando se fala nos ridículos 8 mil milhões de dólares,esquece-se que se trata de preços constantes de …1990.( These values do not represent real financial flows but are a crude instrument to estimate volumes of arms transfers, regardless of the contracted prices, which can be as low as zero in the case of military aid.)
    A fonte é a mesmíssima indicada acima
    Mas há mais.Com estes preços de 1990,os EUA apresentavam em 2001 vendas com o armamento de 5908.Em 2010 era já de 8641.
    A Rússia(só citada porque foi citada,já que não tenho particular interesse na defesa dos negócios deste país) passava de 5896 em 2001 para 6039 em 2010

    Em relação aos “negócios” da venda de armas ouçamos o que diziam os próprios no mês de Junho deste ano:”Washington, 11 jun (Lusa) — Os Estados Unidos deverão exportar este ano 46.100 milhões de dólares (32.100 milhões de euros) em equipamentos militares, mais 45 por cento do que em 2010, informou a agência do Pentágono responsável pelas vendas de armamento.
    Numa conferência de imprensa, o diretor da Agência de Defesa, Segurança e Cooperação dos Estados Unidos, William Landay, referiu a possibilidade de Washington não conseguir este ano responder a todos os pedidos ao apontar que há “um excesso de 13.000 casos ativos com mais de 165 países e instituições”.
    Mas caso consiga responder a todos os pedidos até setembro, o Pentágono ganhará cerca de 327.000 milhões de dólares adicionais, apontou Landay.”

    Os negocios das armas e da morte prolíferam por esse mundo fora.
    E os entorses também

Os comentários estão fechados.