But there are other communists who don’t show their real faces, who work more silently

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

26 respostas a But there are other communists who don’t show their real faces, who work more silently

  1. Boas!

    Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

    Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

    http://davidjosepereira.blogspot.com/

    Saudosos cumprimentos!

  2. Tiago Vasconcelos diz:

    Sem excepção, quando sobem ao poder os comunistas têm por hábito pôr em prática perseguições e restrições à liberdade ainda maiores.
    Mesmo assim, os comunistas gostam desta vitimização.

    • Sassmine diz:

      quando fala em perseguições Tiago, fala de vídeos como este, de comissões como a de MacCarthy e de polícias como a PIDE? e quando fala da restrição da liberdade, fala, por exemplo, do governo de Salvador Allende? e quando fala em vitimização, fala da vontade de rir que este vídeo me dá?

    • Carlos Carapeto diz:

      Nem mais: Foi assim na Bósnia, com eleições “livres”onde os votos recolhidos foram mais que os eleitores. É assim no Afeganistão, Iraque, Marrocos. Aí as perseguições começam logo com a fraude. Isto para não lembrar a liberdade de escolha dos povos submetidos às petro-ditaduras da peninsula Arábica.

      Nem tão pouco os comunistas e as organizações de defesa dos direitos dos trabalhadores estão neste momento a ser perseguidos na Europa de Leste.

      Os comunistas são uns sacanas mal agradecidos, não sabem reconhecer o carinho com que os Pinochets deste mundo os têm tratado.

      Há uma coisa que os seus detratores não os conseguem acusar. É da sua luta ter como objetivo o beneficio próprio.

    • De diz:

      A cumprir a sina?
      Não…
      A cumprir outra coisa

      um pouco “sebosa”?
      Acho que sim.

      • José diz:

        Que obsessão pelo sebo… Freud deve explicar…

        • De diz:

          José deixou o seu proverbial “xô” com que costuma mimosear quem não gosta?

          Há pouco escrevia José a meu respeito:”Ainda bem que se reconhece como galináceo. Agora vá, vá lá bicar para outro lado e deixe os adultos em paz.”

          Parece que este José faz jus à sua coerência…
          ou então saiu do estado de adulto
          ou então está arrependido dos disparates que disse e mudou de estratégia

          ou então não passa de um “aldrabão”
          Lol

    • rato zinger diz:

      Boa.Dá lá um abraço a esses grstores de topo como o dias loureiro,oliveira costa,cardoso e cunha e ao gajo que ‘despachou’ a velha-tudo em prole do coletivo!

  3. João Torgal diz:

    A paranóica Caça às Bruxas no seu lado mais grotesco…

  4. Indignado diz:

    And they work so silently, that most people dont care about them, in fact most people dont even want to think about a classless society, where the state runs and plans all the economy, where the individual is nothing a “comrade” and a number.
    De facto existem comunas que trabalham, e trabalham tao bem no nosso país por exemplo, exaltanto marx, lenine, estaline, pol pot, kim il sung, Castro, Gue vara que recusam assumir responsabilidades governativas a nao ser claro está que estejam 99,9% de acordo (como o partido satelite os verdes,que de verde so mesmo o logotipo) manipular sindicatos de acordo com desejos partidarios é sempre mais facil e segura certo tipo de eleitorado, assim se vê a força do PC….

    • Carlos Carapeto diz:

      E porque razão não propões à CIP defender os direitos dos trabalhadores? Se conseguires realizas um feito inédito. Retiras as bases de apoio ao PCP e aos partidos de esquerda. Quebras a espinha dorsal da CGTP, um objetivo que a direita há muito anos pretende.

    • Camarro diz:

      Discurso de boy do PS desempregado… enfim. De qualquer forma, era bom que o PS metesse na cabeça o seguinte: para o PCP, o que conta são as políticas e não as caras, as siglas ou os lugares. Não podemos ser coniventes com as políticas de direita praticadas pela troika lusitana há décadas a fio.

      Não recusaremos a participação num governo, desde que as políticas levadas a cabo sejam, efectivamente, de esquerda o que não tem sido o caso.

  5. helder diz:

    A versão original tinha mais uns minutos, em que um velho vestido de preto a perseguir uma criancinha gritava “vou-te comer”, foram retirados a pedido do vaticano.

  6. De diz:

    Um vídeo excelente!!!

    Não só pelo seu conteúdo,mas também pela oportunidade.
    É que o debate dos assuntos de ontem no presente em que vivemos, aparece “conspurcado” de todo o ruído pretensamente asséptico de contabilidades grosseiras e desviantes
    É que se tenta ler a história de acordo com a leitura forçada e forjada do vencedor
    É que se tenta manipular hoje com os dados de ontem,mascarando a terrível realidade que constituiu o combate pela defesa dos que trabalhavam,dos oprimidos,dos deserdados,dos colonizados,dos explorados apenas com direito ao “pão que o diabo amassou”.

    “Eles” não hesitavam perante nada.E podem crer que a realidade era bem pior do que estas imagens hoje ridículas, mas que ficaram indissoluvelmente ligadas a medos, sofrimento, desemprego, fome, miséria e morte
    A realidade suja e grotesca deve ser exposta

    Por isso a excelência deste vídeo

  7. Pedro Penilo diz:

    Maravilhoso! Era aqui que entrava o Nosferatu!

  8. V Cabral diz:

    Os comunistas perderam muitas eleições, em Terras por si dominadas, por ex. na ex-URSS.
    No sistema capitalista, isso é impensável… é um sistema que só aceita as eleições enquanto as sondagens, não derem MUDANÇA. Agora não me venham falar no Estaline, no J Cristo ou no Camões… esses eram uns queridos, mas são doutras eras… percebem?!

Os comentários estão fechados.