Na Líbia de hoje, não há heróis


É verdade que a intervenção da NATO na Líbia é criminosa e motivada apenas pelo petróleo. É verdade que o Conselho Nacional de Transição não tem qualquer legitimidade. É verdade que os actos de barbárie protagonizados pelos novos detentores do poder têm afogado em sangue milhares de líbios inocentes e a Comunicação Social tem-se esforçado por esconder essa parte.
Mas também convém não exagerar na descrição dos acontecimentos. Do lado contrário, está um regime ditatorial e violento que não hesitou em disparar contra o próprio povo logo que se viu ameaçado. Do outro lado, está o sanguinário Kadaffi, que reprime os líbios há mais de 40 anos. Não é propriamente o mártir no meio desta história.
Na Líbia de hoje, à excepção do povo inocente que vai sobrevivendo como pode, não há heróis.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

137 Responses to Na Líbia de hoje, não há heróis

Os comentários estão fechados.