O que vale é que o pessoal do i pertence a uma classe sem futuro histórico!

De acordo com os perigosos marxistas do jornal i, se acontecesse em Portugal algo de semelhante ao que já acontece em França e as 100 maiores fortunas cá do burgo fossem sujeitas a um imposto «solidário» seria possível arrecadar cerca de 576 milhões de euros. Mais coisa, menos coisa, permitiria manter o subsídio de natal intacto.

Ainda assim, parece que a coisa não vai pegar por cá. O proletário Amorim já veio dizer que não está para aí virado!

Américo Amorim recebe a imprensa na sua sala de estar

Editado às 12h44.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

9 Responses to O que vale é que o pessoal do i pertence a uma classe sem futuro histórico!

Os comentários estão fechados.