SOMOS TODOS GORKA RAMOS – Estado espanhol agride, prende e mete jornalista em isolamento.

O Vídeo não deixa margem para dúvidas.

Até quando vão manter Gorka Ramos sem acesso à sua família, órgão de informação ou advogado? O que leva a que se proceda, impunemente, a detenções ilegais e a selvagens cargas policiais? O que move Zapatero, Juan Carlos e a polícia espanhola?

Achavam que os indignados iam de férias para sempre?

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

9 respostas a SOMOS TODOS GORKA RAMOS – Estado espanhol agride, prende e mete jornalista em isolamento.

  1. Manuel Monteiro diz:

    Não há dúvida: estamos no limiar de um novo fascismo…
    Manuel Monteiro

    • Bolota diz:

      Monteiro,

      Este é o passo seguinte. 1º o capital semeia a miseria depois os lacaios fazem o resto.
      Já vimos isto em qualquer lado

      Abraços

  2. Parece que os espanhóis têm muito a aprender com os nossos amigos gregos.
    Esta situação de violência despropositada legitima uma resposta de igual cariz exercida sobre as forças policiais. Enquanto não houver “olho por olho, dente por dente” os porcos continuarão a achar-se impunes.

  3. LAM diz:

    Enquanto “estas son nuestras armas” agitando as mãos vazias, for a palavra de ordem mais ouvida e popular entre os manifestantes, isto não sai da cepa torta.

  4. RC diz:

    Não som os todos Gorka Ramos. Não fomos todos agredidos, presos e isolados.
    Pelos contrário, o Estado somos todos nós ou, neste caso específico, os espanhóis. Os espanhóis, como Estado, agrediram, prenderam e isolaram esse Gorka Ramos.

  5. António Costa diz:

    É tempo de nos levantarmos do chão. Termos coluna vertebral e deixarmo-nos de individualismos egoístas: “cada um por si” a tratar da sua vidinha, centrados no seu próprio umbigo, sem capacidade de compreender que a vida de cada ser humano se interliga com a de outros. É tempo de encarar a situação com a frontalidade, a coragem e a determinação capaz de organizar e construir força capaz de resistir aos crimes perpetrados pelo alta finança e o aparelho repressivo dos seus Estados.

Os comentários estão fechados.