Sabe bem pagar tão pouco

Imagem roubada à Gui
No grupo Jerónimo Martins detectou-se um número elevado de roubos de funcionários nos supermercados. Perceberam que essa gente o faz porque tem fome e resolveram fazer um plano social para ajudar na alimentação de 1100 trabalhadores. Fantástico! Posso dizer uma coisa? Porque raio não lhes pagam salários decentes? Se o fizessem, essas pessoas não precisavam de roubar.

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 Responses to Sabe bem pagar tão pouco

  1. -pirata-vermelho- diz:

    Ora, ora…!
    Dizer pode mas você pensa que um problema complexo se resolve dizendo coisas simples?

    Aquilo envolve muita cabecinha e muito risco e muita coragem para projectar Portugal ‘lá fora’ e muita firmeza para conseguir importar o que já cá tivemos e etcetc
    e vem você com a ladaínha dos salários… ora ora…! não é fácil…

  2. Camarro diz:

    Ora bem!

    Penso, aliás, que foi o próprio Soares dos Santos, numa entrevista à Judite de Sousa, que se mostrou muito escandalizado porque havia funcionários do Grupo Jerónimo Martins a roubarem para comer.

  3. Mário Reis diz:

    A ressurreição das politicas económicas e sociais salazarentas é no que dá. Quanto à tal “reponsabilidade social” caracterizada pela esmola, como dizia Orwel que deve andar às voltas na sepultura a resmungar, “lembrem-se dos segundos sentidos, lembrem-se dos segundos sentidos”.
    Bastava, digo eu, que dos 124,7 milhões (só!!!) que o parasita recebeu (só!!!) dos lucros da Jerónimo Martins, distribuisse metade pelos mais de 20.000 trabalhadores. Como dizia o outro: é só fazer contas…

  4. miguel serras pereira diz:

    Pois é, Nuno, não lhes sobem os salários, porque disso poderiam os interessados gostar, sem ficarem “obrigados” a Suas Excelências, e, um destes dias, talvez reclamassem mais, sentindo-se no seu direito. Assim, ficam “obrigados”, o que venham a receber não lhes reconhecerá quaisquer direitos, mas reforçará os da entidade patronal. A caridade faz parte da racionalidade económica da oligarquia neoliberal.

    msp

  5. a anarca diz:

    ladrão que rouba a ladrão tem 100 anos de perdão.

  6. Carlos Carapeto diz:

    Com fome e ignorância, dominam-se melhor as pessoas.

Os comentários estão fechados.