Some things never change

Ali Ibrahim Emdored foi, até Fevereiro deste ano, o homem de mão de Muamar khadafi em Portugal, sendo que foi fiel ao regime líbio durante largos anos com diferentes tarefas um pouco por todo o mundo.

Dissidente assim que viu que o turno ia mudar, alegando incompatibilidade com o governo com o qual sempre se alinhou e manteve grande cumplicidade, é agora reconhecido pelas autoridades portuguesas, pelo Conselho Nacional de Transição e pelo comando da NATO, como interlocutor legítimo do povo líbio em Portugal.

É caso para dizer que nem as moscas mudam, quanto mais o resto…

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 respostas a Some things never change

  1. Bolota diz:

    Este Cavaco é da coisinha mais cinica que existe no nosso meio politico

  2. De qualquer modo já representa um avanço, pois até hoje, não vi nenhum canal de tv. informar quem são e de onde vieram os rebeldes Libios. Se agora há caras para mostrar, por estes dias vamos saber mais alguma coisa. Dividido que foi o mundo, de há muito, entre bons e maus, temos agora a terceira via dos calhordas. Sim, é um avanço!

    • Bolota diz:

      Zé Luis,

      Há coisas que não entendo…ser rebelde não é estar contra o sistema??? Se é… porque é que os rebeldes da Siria são bons e os rebeldes por exemplo em Portugal aqueles que vem para a rua defender os seu direitos, são maus???

      Vou desabafar – CABRÕES

  3. a anarca diz:

    Sempre ouvi dizer que as moscas é que mudam LOL
    Admiro quem tenha pachorra para palhaço LOL

  4. closer diz:

    Se repararem bem, mesmo atrás do cavaco, está o tenebroso agente do imperialismo americano e grande responsável pelos massacres do povo líbio, o ignóbil Rui Tavares.

Os comentários estão fechados.