BORGHEZIO È UN BORGHESE – Será que, como Breivik, também aprecia a Helena Matos, o André Azevedo Alves e o CDS?



“Muitas das ideias que expressa [Breivik] são boas e, violência à parte, diria mesmo que algumas delas são excelentes!”
Mario Borghezio (Lega Nord), eleito para o Parlamento Europeu pela coligação de Berlusconi.

O Blasfémias e o Insurgente são, em Portugal, os blogues preferidos de Anders Breivik e o CDS, claro, o único partido que lhe merece respeito. Não há fórum nazi ou gládio que o anime mais do que o silêncio cúmplice ou que a teoria da loucura. No primeiro, e vários dias depois dos atentados, um muro de silêncio se levanta face aos acontecimentos que parecem não interessar, especialmente agora que ficou claro que não têm origem islâmica. No segundo, prefere-se passatempos de qualidade duvidosa. Na hora do mata-mata estarão todos na mesma barricada. Tem sido assim em toda a história da luta de classes. O fascismo mais não é do que o regime radical da burguesia. Mario Borghezio, como Louise Enderleit, serão as milícias de Durão Barroso, Paulo Portas, Passos Coelho e companhia limitada. Se assim não fosse, porque os deixam participar do circo democrático?

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

12 Responses to BORGHEZIO È UN BORGHESE – Será que, como Breivik, também aprecia a Helena Matos, o André Azevedo Alves e o CDS?

Os comentários estão fechados.