é dar phynança a Dom Ubu!

a espiral devoradora constrói-se sobre três pernas: as agências, as grandes corporações e os políticos sem política nem dimensão. nisso é até mais grotesca que o próprio dom ubu, que quando levantava a perna porque tinha uma fuga sempre ficava de pé-coxinho. mas continua a ir tudo para o alçapão, independentemente do número de pernas. a Irlanda é o gato dos caixotes do lixo em vez do tigre céltico. e a Itália… confesso que não pensei que a retaliação pelo referendo fosse tão célere e tão pouco subtil. deselegante, mesmo. é dar phynança a dom ubu, dai a phynança toda a dom ubu, que não sobre nada, que nem um tostão escape aos rapaces rufias que a vêm buscar, dai toda a phynança a dom ubu. pancichouriça!

 

Sobre Sassmine

evil fingering.
Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.