Ciência em Perigo

Um grupo de cientistas lançou um manifesto pela ciência. Mas neste grupo não há, entre os primeiros subscritores, nenhum cientista social. Fica a pergunta: os cientistas sociais de topo do país não foram contactados para estar entre os primeiros subscritores, foram e recusaram fazê-lo, ou este é um manifesto do PPD/CDS para levar a cabo, com base de apoio, a investigação sem ciência ou seja, a tecnologia, as patentes, as multinacionais, as farmacêuticas….?

Antes de esperarmos a resposta, não seria dos nossos catedráticos darem o pontapé de saída?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 respostas a Ciência em Perigo

  1. Tiago Resende diz:

    Não há “cientistas sociais” porque as “ciências sociais” nada têm que ver com ciência a sério. Não confundir algo real com os palpites e bitaites de uns quantos tótós!

    • Rafael Ortega diz:

      Subscrevo na totalidade

    • Raquel Varela diz:

      E que tal um cientista social (economista) para explicar que se gasta mais na investigação ocidental para o fungo da unha do pé do que na malária que mata mais (geógrafo humano) do que esse fungo (se é que alguma vez matou alguém), e, digamos um outro cientista social (historiador) para demonstrar que essa política vem de longe e tem paralelos no passado.
      Se este Manifesto tivesse boa vontade em defender a ciência teria ido pedir assinaturas, entre os primeiros subscritores, aos principais catedráticos e investigadores das ciências sociais em Portugal, de esquerda e da direita, e colocado, lado a lado, o seu nome aos dos investigadores de patentes que aqui estão.
      A mim não me parece um manifesto da ciência, parece-me um manifesto de investimento estatal em investigação de medicamentos para o cancro. Mas talvez seja mesmo uma loucura ver em tão boa vontade a mão dura do capital.

      • GreenMan diz:

        Apesar de ser verdade o que diz em relação ao fungo do pé e à malária, omite que muito do que se aprende com essa investigação é aplicada em pessoas que por estarem imunodeprimidas (por HIV, por serem transplantados, etc.) sofrem infecções fungicas que usualmente são combatidas eficazmente pelo corpo humano. Não interessa saber/conhecer quais os mecanismos biomoleculares que estão por trás disto? Acho q a resposta é óbvia, e não vem das ciencias sociais…

      • Rafael Ortega diz:

        Está a assumir que economia, geografia e história são ciência.

  2. FNV diz:

    Os subscritores do documento não fazem ciência, só trabalham patentes, não é? Faltam sociólogos da metagrafia da subversão, não é?
    Um texto destes diz muito sobre um blogue.

  3. Bruno Peixe diz:

    Palpites e bitaites, assim como os do Tiago Resende e do Rafael Ortega?

  4. Mario Antunes diz:

    sou só eu que não percebo estas m****? o que é que estes gajos querem afinal?
    Não percebi…

    • Carlos Vidal diz:

      Não há nada a perceber.
      Este post não tem pés nem cabeça. E é falso, ou mal escrito.
      Isto, pelo que vi, é um manifesto aberto.
      Qualquer cientista, venha de onde vier, o pode assinar. Tem mais de 2500 subscritores.
      Só um louco sabe qual a filiação partidária dos “primeiros subscritores”, digamos dos 50 ou 100 primeiros subscritores. Eu não sei.
      Só um louco (para não dizer pior…) pode dizer qual é a filiação dos 2500.
      Uma tempestada num copo de água. Nem isso.
      Nada.

  5. GreenMan diz:

    Até aqui já chegaram as discussões em volta das hard sciences e soft sciences? Ambas são necessárias para qualquer processo de investigação que envolva pessoas. Se não estão presentes nomes dessas ciencias sociais é porque voluntariamente se quiseram manter de fora, pois este manifesto circulou por muitas instituições, como um tal de Centro de Investigação em Antropologia e Saúde da Universidade de Coimbra, só para dar um exemplo. O que me parece é que o pessoal das hard sciences tem uma abordagem mais directa, e já percebeu que existe aqui uma oportunidade que convém aproveitar. Se daí saírem beneficios para a sociedade em geral, não vejo qual é o problema.

  6. Justiniano diz:

    Cara Raquel,
    Sinceramente, este seu desabafo parece-me bastante desconchavado, desmedido e, no mínimo, gratuito!! Ou pretenderá a Raquel lançar sobre os subscritores uma qualquer manta de vergonha por fidelidade esconsa a algo que não seja ciencia!!?? Porquê!?

Os comentários estão fechados.