Divulgação: Ciclo de Cinema ao Ar Livre – «Filmes das nossas vidas» – Casa da Achada

CICLO DE CINEMA AO AR LIVRE – FILMES DAS NOSSAS VIDAS
13 pessoas escolheram 13 filmes, vão apresentá-los e debaterem-nos com os espectadores

Segundas-feiras de Julho, Agosto e Setembro
21h30, na Rua da Achada (Lisboa)
em frente à Casa da Achada – Centro Mário Dionísio

Como em 2010, as sessões semanais de cinema na Casa da Achada, durante Julho, Agosto e Setembro de 2011 são ao ar livre.
Desta vez, são os filmes que 13 pessoas – porque são 13 das segundas-feiras destes três meses -, de um modo ou de outro, ligadas à Casa da Achada – Centro Mário Dionísio, entenderam mostrar a outros que nunca os viram ou que nunca os viram ou que talvez os queiram rever.
São filmes muito diferentes, feitos ao longo de muitos anos. O mais antiga é de 1930 e o mais recente de 2010. Uns são de ficção e outros documentários, realizados em diferentes países.
O que os reúne é terem entrado nas vidas de quem os propõe e serem apresentados por quem os propôs.
E a Casa da Achada faz assim porque o cinema é parte das nossas vidas e fez parte da vida de Mário Dionísio.

Segunda-feira, 4 de Julho, 21h30
Casablanca

de Michael Curtiz (1942, 102 min.)
escolha de Sebastião Lima Rêgo

Segunda-feira, 11 de Julho, 21h30
Orfeu Negro

de Marcel Camus (1959, 100 min.)
escolha de Vítor Silva Tavares

Segunda-feira, 18 de Julho, 21h30
Quem tramou Roger Rabbitt?

de Robert Zemeckis (1988, 104 min.)
escolha de Pedro Rodrigues

Segunda-feira, 25 de Julho, 21h30
Mikis Theodorakis – A cor da liberdade (2ª parte)

de Yannis Katomeris (2010, 117 min.)
escolha de Luz Moita
Na sequência deste filme, haverá no dia 29 de Julho, às 18h, uma homenagem a Theodorakis, no dia do seu 90º aniversário, que inclui a projecção da 1ª parte do documentário Mikis Theodorakis – A cor da liberdade.

Segunda-feira, 1 de Agosto, 21h30
Uma noite na ópera

de Sam Wood (1935, 96 min.)
escolha de Regina Guimarães

Segunda-feira, 8 de Agosto, 21h30
Um dia em Nova Iorque

de Gene Kelly e Stanley Donen (1949, 93 min.)
escolha de Jorge Silva Melo

Segunda-feira, 15 de Agosto, 21h30
Casa de chá do luar de Agosto

de Daniel Mann (1956, 123 min.)
escolha de Filomena Marona Beja

Segunda-feira, 22 de Agosto, 21h30
Jonas que terá 25 anos no ano 2000

de Alain Tanner (1976, 116 min.)
escolha de Eduarda Dionísio

Segunda-feira, 29 de Agosto, 21h30
A regra do jogo

de Jean Renoir (1939, 110 min.)
escolha de João Pedro Bénard

Segunda-feira, 5 de Setembro, 21h30
Bullitt

de Peter Yates (1968, 114 min.)
escolha de João Rodrigues

Segunda-feira, 12 de Setembro, 21h30
Gente ao domingo

de Robert Siodmak (1930, 74 min.)
escolha de Miguel Castro Caldas

Segunda-feira, 19 de Setembro, 21h30
Outro país

de Sérgio Tréfaut (2000, 52 min.)
escolha de António Loja Neves

Segunda-feira, 26 de Setembro, 21h30
Um homem sem passado

de Aki Kaurismäki (2002, 97 min.)
escolha de Manuel Mozos

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.