¡No Pasarán!

O Turismo de Portugal, aparentemente por 71.100,00 €, adjudicou a uma empresa espanhola uma campanha publicitária de conteúdo fascista.  Estando o Turismo de Portugal a distribuir 71.100,00 € por várias empresas de comunicação estrangeiras, espera-se que a campanha francesa apele à conquista do Porto e o mote da campanha alemã seja “Passe férias com um português a trabalhar para si”.

P.S. – Já há uma petição a pedir que a campanha espanholista seja retirada. Quanto a mim parece-me pedir pouco. Subscreveria de bom grado uma petição para que fosse retirada a nacionalidade (para além do tacho) a quem decidiu estas adjudicações.

P.S. 2 – Mais adjudicações de “campanhas”: Polónia, Itália e Reino Unido. É curioso que o critério para adjudicação parece ser empresas de publicidade não portuguesas. O valor total somado dos ajustes é de 369.400,00€.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 respostas a ¡No Pasarán!

  1. Gentleman diz:

    Conteúdo fascista?? Tenha dó. Não insulte a inteligência dos seus leitores.

  2. JMJ diz:

    proponho uma campanha nos Estados Unidos:

    “It’s like a peace-keeping mission, only it’s tourism!”

  3. Rui F diz:

    Pela parte que me toca e como Alentejano Eborense, venham a Évora e tragam amigos.
    Venham em peso e tragam pesetas.
    Comam, bebam, disfrutem e divirtam-se.

    Campanha cara? O custo deve andar “ela-por-ela” comparando com o que as Câmaras Comunistas e do PS ESTOURAM em propaganda de auto promoção.

    • Tiago Mota Saraiva diz:

      Rui F, se os espanhóis vão a Évora, comem e bebem e tentam pagar com pesetas, saem de lá com uma carga de porrada valente.

      • Rui F diz:

        Tens razão mas o governo de direita ainda está em estado de graça e ainda não começou a distribuir porrada.

        Mas deixa lá ver se não há uma certa premonição com a história da peseta…já esteve muito mais longe.

  4. António Paço diz:

    É o Allentejo, pá!

  5. Tiago Resende diz:

    Tanto ultra-nacionalismo que vai neste blog! De certeza que não são do PNR? É que soam tal e qual os tipos do dito

Os comentários estão fechados.