queer slut… ou a galdéria paneleira


Enquanto por aqui abaixo se discute animadamente o significado (ou des-significado) de galdéria, eu preparo-me para ir a Madrid participar na maior das marchas do orgulho da Europa… e irei bem galdéria e bem paneleira!

(anexo: texto da Teresa Ferraz sobre o tema, uma boa leitura)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 respostas a queer slut… ou a galdéria paneleira

  1. não é não e quando é sim, oh sim, sim! diz:

    aqui também se amua quando não se tem argumentos? também se espera que comentadorxs tenham poderes de adivinhação quanto ao que chateia autorxs do texto? e se o meu mail insinuar minetes (como helenaboborges@gmail insinua coisas altamente anti-feministas) também se censura?
    mas pronto, não vou discutir porque tu não usas metáforas bonitinhas e vazias e é todo um jogo estilístico que se perde – na verdade, tudo o que interessa.
    boa madrid, sua galdéria!

    • Paulo Jorge Vieira diz:

      aqui não se amua… aqui está-se galdéria e paneleira… com todo o significado semântico e político das palavras!

  2. João Pais diz:

    O homem da 1a imagem é o raul meireles? Deixou o tattoo e entregou-se ao body painting? Será que também vai para (o real) madrid?

  3. Rui diz:

    De facto é isto que realmente interessa debater, não é a crise económica nem os cortes nos salários nem os despedimentos nem as privatizações nem nada do género.
    Vamos antes debater o que um bando de pequeno-burgueses anda ou vai fazer para se exibirem e para se “revoltarem” contra o sistema. Está bonito isto!

  4. susana diz:

    acho muito bem!

  5. anon diz:

    E fazeres algo a sério em vez de te armares em attention whore?
    Que palhaçada, a Europa como está e estes perdem tempo em desfiles de carnaval, é bem.

  6. Manda por lá abraços de um heterosolidário.

  7. Renato Teixeira diz:

    Gostei dos calçanitos Yankees. E do Raúl Meireles, claro.

  8. Vasco diz:

    É lá com ela…

Os comentários estão fechados.