Sugestões musicais 2011 (IX e X)

“The Look” parece que usa um sample do “Feeling Called Love” dos Pulp e tem uma vibração viciante e ideal para o Verão. O disco dos Metronomy, “The English Riviera”, segue a mesma base e afasta-se da electrónica fria do seu antecessor. Uma belíssima surpresa e um dos álbuns do ano.

 

Nem o autotune da colaboração com o Kanye West, nem a cena mais easy-listening dos Gayngs, nem a maior frieza de Volcano Choir… o novo disco de Bon Iver está mais aberto e preenchido, mas mantém a beleza da obra-prima “For Emma Forever Ago”.

 

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 respostas a Sugestões musicais 2011 (IX e X)

  1. O autotune não deriva da colaboração com Kanye West. O tema “Lost In The World” de Kanye West limita-se a samplar o tema “Woods” do EP Blood Banks do Bon Iver. Ou seja: o sampler é todo dele e o seu uso na faixa original é genuinamente revolucionário, dando, por exemplo, origem a exercícios similares como o de Sufjan Stevens em “Impossible Soul”. O seu a seu dono.

  2. João Torgal diz:

    Tens toda a razão. De facto, o autotune é anterior. Em qualquer dos casos, já nao gosto muito do efeito no original, muito menos no tema do Kanye West.

    O “Impossible Soul” é uma triparia total, mas ao vivo foi avassalador. Aliás, juntando som e imagem, o concerto do Sufjan Stevens no Coliseu foi do melhor que já vi.

  3. Usa, de facto. Bem apanhado, João Torgal.
    Os Metronomy terão toda a oportunidade em Paredes de Coura de explicar o “roubo” ao Jarvis Cocker.

    Mesmo assim, creio que este novo álbum dos Metronomy fica muito a desejar em relação ao antecessor.

Os comentários estão fechados.