Distinguir o trigo do joio

Nos últimos dias têm saído inúmeras notícias de despesa pública ilegal. O valor em causa é absurdo, mas importa distinguir o trigo do joio, o erro da corrupção, a interpretação da lei da má gestão. Aliás, acredito que muitas das grandes corporações favorecidas por anteriores governos estejam protegidas pela lei, ao contrário do que Camilo Lourenço descreve.
O governo de Sócrates produziu um Código de Contratação Pública fantástico para os seus interesses. Difícil para quem quer cumprir e com inúmeros cavalos de Troia para quem o quiser “contornar”. Desta forma, tudo se baralha.

NOTA: cumpre-me recordar que a Auditoria do Tribunal de Contas ao buraco negro do bloco central que dá pelo nome de Parque Escolar EPE, dura há ano e meio sem resultados públicos – ainda que um órgão de comunicação social, em Março, tenha declarado que já possuía o respectivo relatório.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.