Vem aí! E começam bem!

Apostados em dar-me razão, no dia seguinte a este post, surge a notícia que vem aí um partido novo, “para governar e não para protestar“. Cientes da vastíssima repercussão (com “mais de 500 subscições”!) que teve o manifesto “Convergência e Alternativa” na sociedade portuguesa e no programa Prós & Contras e, curiosamente, partilhando a mesma análise política das eleições que essa verdadeira organização de massas e mobilização popular, fortemente implantada de norte ao sul de Portugal que dá pelo nome de Renovação Comunista, anuncia-se que se juntam a ATTAC – plataforma portuguesa, o Portugal Uncut e o Movimento 12 de Março.
Um detalhe a resolver, mas nada que atrapalhe os camaradas, é o facto das três organizações que dão como adquiridas nesse novo partido de governo, não estarem para aí viradas.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

16 respostas a Vem aí! E começam bem!

  1. João Pais diz:

    Então e até às próximas legislativas, é só ver as medidas serem implementadas da esplanada? Belo serviço que estes senhores prestam (de novo) ao país. Parece que o sistema tem um novo cavalo, deixou de ser o BE para ser isto… Será?

  2. Helena Borges diz:

    Depois zangam-se e os dissidentes criam a alternativa à Convergência e Alternativa.

  3. Jorge Esteves diz:

    Boa, Tiaguinho! Calha bem a bílis, para não destoar. E agora? Vamos fazer a vida negra a estes idiotas da Renovação, que não desistem de pentelhar? Talvez possamos passar mais uns anos nisto, a ver se denunciamos a cooptação deste e daquele movimento. O 5 Dias tem que existir, não é?

  4. Leo diz:

    Mas esse abaixo-assinado já foi há uns três meses, certo?

    Francamente não lhes auguro grande futuro pois se nunca os vi antes a tomarem posição a favor dos trabalhadores e manifestantes portugueses ou gregos e até os vi a aplaudirem as medidas da troika para a Grécia…

  5. Renato Teixeira diz:

    Patético. O Rossio, ao fundo, dá à notícia o embrulho que merece para que seja bem entendida. o M12M, o Portugal Uncut e a Renovação deviam deixar claro se é por aqui que vão continuar o caminho.

    • Renato Teixeira diz:

      O M12M já falou desmentiu na primeira pessoa: https://www.facebook.com/movimento12m

      • Leo diz:

        Ó Renato, seja mais coerente. O que é que eles desmentiram? Nada. Pelo contrário confirmaram que já andam em reuniões. A prova está no próprio comunicado:

        M12M – Movimento 12 de Março
        Comunicado:

        1. O M12M não é de esquerda ou de direita mas pela democracia e as pessoas;

        2. Não pretendemos integrar um novo projecto político de convergência das esquerdas e apenas acordámos reunir para discutir quesrões relacionadas com as medidas de austeridade.

        • Renato Teixeira diz:

          Leo, eu não disse que subscrevo o conteúdo do comunicado, mas deixa claro que não vão ser carne para canhão dos socialistas dos costume.

  6. Pisca diz:

    Vai uma aposta que daqui a pouco o Louçã fica de fora dos telejornais todos, e começam a aparecer estes “adesivos”, a falar por tudo e por nada ?

    Ainda vou ver o DO a dar o salto para esta “espécie de partido”

    • Leo diz:

      Há dois anos, em Junho de 2009, andava o Louçã de braço dado com eles a assinar manifestos. Na altura era o chamado “Manifesto de 51 economistas e cientistas sociais”.

      Isto agora é só a prova de vida antes das férias.

  7. Nuno André Patrício diz:

    “dividir para reinar” tem um limite. Um manifesto para cada cada cidadão. diria que aqui poderia aplicar-se a velhinha máxima “less is more”.

  8. miguel serras pereira diz:

    O Portugal Uncut também já desmentiu formalmente: “Esta notícia, no que ao Portugal Uncut diz respeito, é, pura e simplesmente, falsa” (http://portugaluncut.blogspot.com/).

    Saudações democráticas

    msp

  9. Tiago,
    Não é verdade que a notícia diga que o Uncut, ATTAC, m12m e outros vão participar num partido. Basta ler. A notícia fala do novo partido, dos seus encontros e das suas actividades. Nestas está um encontro com movimentos sociais:”na semana passada já houve reuniões em Lisboa que juntaram subscritores do manifesto e movimentos ligados à esquerda, como a ATTAC -plataforma portuguesa, a Portugal Uncut (movimento anti-austeridade) e o Movimento 12 de Março (mais conhecido por geração à rasca). A ideia é concretizar um encontro alargado no breve prazo, para tomadas de posições comum na contestação às medidas de austeridade”. Concluir o que tu concluiste , era o mesmo que a direcção do BE reunir com a CGTP e tu dizeres que a CGTP apoiava o BE.

Os comentários estão fechados.