Toda a nudez será castigada

Amanhã, lá terá a minha filhosca que vestir um calçãozito.

Sim, que há prioridades civilizacionais, que diabo!

Está bem que podemos fazer e ver guerras e homicídios brutais ao jantar, empurrar países para a bancarrota para recapitalizar os “nossos” bancos, condenar milhões de pessoas ao desemprego e à miséria, matar outras tantas à fome, havendo comida.

Mas já as descascadices são umas coisas obscenas que atentam contra o pudor…

(PS: 3º parágrafo acrescentado a pedido de uma pessoa que me é cara, temendo ela que, sem esse acrescento, a brutalidade da foto não falasse por ele.)

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

3 respostas a Toda a nudez será castigada

  1. David diz:

    Usar esta foto para comentar o passeio de bicicleta programado para hoje, Paulo Granjo, é de um manifesto mau gosto — para não dizer pior — e de uma insensibilidade que talvez só possa ser perdoada pela sua ignorância. Caso não saiba, esta menina vietnamita corre nua porque o “napalm” de um ataque americano lhe queimou as roupas. E também a ela. É uma das fotos emblemáticas dos horrores da guerra do Vietname. Felizmente, a menina sobreviveu, apesar das graves queimaduras e era bom que o Paulo Granjo pensasse o que diria ela se soubesse que estava a ser utilizada desta maneira.

    • paulogranjo diz:

      Chegou-me o comentário quando tinha acabado de acrescentar um parágrafo ao post, a pedido da minha senhora.
      Dizia-me ela que 3/4 dos leitores só conseguiriam ver o carácter chocante da foto (cuja história obviamente conheço, e por isso andei a procurar por essa net fora), sem conseguirem perceber que ela substituia, de forma bem mais eloquente, o que teria a dizer no tal novo parágrafo.
      Não sei se ela tem razão quanto a serem 3/4 mas, tomando em conta comentários que por aqui se lêem, dei-lhe razão. Mesmo sabendo que com o tal novo parágrafo a coisa se torna um bocado frouxa e redundante.
      O seu comentário, no entanto, veio demonstrar quão sábio era o conselho dela.
      A ambos o meu obrigado.

      • David diz:

        Agradeço a sua resposta e os termos em que é dada. Mas, sabe, Paulo, esta era uma das fotos “emblemáticas” da minha geração, juntamente com a execução na rua, pelo chefe da polícia, de um suspeito de ser vietcongue. Claro que podem ser sempre aproveitadas para outras causas (olhe, por exemplo, lembrei-me, assim de repente, desta última para ilustrar um post sobre o Nobre a dizer que só não iria para a Presidência se lhe dessem um tiro na cabeça…), mas, apesar de tudo, talvez haja limites. E cumprimentos, extensivos à sua senhora, claro.

Os comentários estão fechados.