O povo de Felgueiras micou-o antes de todos

Pelos vistos, Francisco Assis vai ser mesmo candidato a líder do PS. Se ganhar, é o melhor que podia acontecer à coligação de Direita que vai para o Governo. Porque ele próprio é mais de Direita do que muitos PSD’s, mas também porque deve ser, como político, uma das maiores nulidades do Portugal Democrático. Quanto ao carisma necessário para ser líder de um Partido como o PS, bem, suponho que a minha cadela Sininho seja mais carismática.
Em décadas de total apagamento político, Francisco Assis só mostrou os dentes por uma vez, quando ameaçou que se demitia da liderança do Grupo Parlamentar do PS se este aprovasse a taxação de mais-valias aos dividendos que a PT antecipou para 2010.
Terá sido nessa altura que Francisco Assis, do alto da sua insignificância, percebeu que só seria respeitado se utilizasse ameaças e chantagens.
O pequeno serventuário de Sócrates esteve desde sempre ao lado dos poderosos e chegou a pôr o seu futuro político em causa para defendê-los. Não sei por que razão defendeu com tanta punjança – característica até aí insuspeita naquela inutilidade – a taxação de dividendos, mas também não interessa.
A cara de songamonga e o nome de santo já não conseguem disfarçar a sua verdadeira personalidade. Já o miquei há muito, mas o povo de Felgueiras micou-o antes de todos.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

10 respostas a O povo de Felgueiras micou-o antes de todos

  1. Pedro Lourenço diz:

    Sem dúvida.
    O povo de felgueiras mostrou estar à frente do seu tempo.

  2. LM r diz:

    Essas cenas do “songamonga” e do elogio aos esbirros da Fátima Felgueiras são simplesmente merdosas.

    • Ricardo Santos Pinto diz:

      Merdoso? Sabes o que é merdoso? É dizer-se de Esquerda e ameaçar com demissão se os seus colegas aprovarem a taxação de mais-valias aos dividendos da PT. Isso sim, é merdoso.

      • Carlos Vidal diz:

        Ricardo, subscrevo vírgula a vírgula este post, pelo que me divertiu e pelo seu acertado conteúdo, e acho indizível esta vinda deste LMr aqui, com intuito de policiar uma casa alheia, numa de MSP Parte II. A este último, apago tudo o que para aqui “envia”. A LMr (quem??) respondo a meu modo.

  3. mesquita alves diz:

    O Ricardo é um poço de coerência…
    Se o candidato do PCP às presidênciais não tem carisma, para si não é importante, o que interessa é o conteudo.
    Se um deputado vota contra as instruções da comissão politica do PCP, é uma fraude.
    Tudo isto, já não vale para o PS…
    Tomara você ter metade da coragem política e física, do Francisco Assis!

    • Ricardo Santos Pinto diz:

      Deve estar a confundir-me com outro. O que é que sabe ou não sobre o que eu escrevi? Infelizmente para si, perdeu uma boa oportunidade para estar calado. Ainda há não muito tempo escrevi que o candidato do PCP às Presidenciais não tinha qualquer carisma. Eu também podia dizer que o Mesquita Alves é um poço de coerência, mas até este momento não tinha conhecimento da sua existência.

  4. ricardosantos diz:

    Eu acho que o melhor candidato era o assaltante do sindicato dos metalurgicos.

  5. Mike diz:

    Não foi só o pobo de felgueiras.
    O pobo do Porto também já lhe deu o que merecia em 2005.

  6. Pingback: As confusões de Filipe Moura | cinco dias

Os comentários estão fechados.