Libertango: que se abram, JÁ, as hostilidades: governo Sócrates » investigação » tribunais; governo Passos » derrubamento » luta a curto e médio prazo

Piazzolla (Oblivion Quartet), ou Ensaio sobre a emancipação urgente

(Não respeitar a “democracia” quando ela não nos respeita a nós, todos)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

8 respostas a Libertango: que se abram, JÁ, as hostilidades: governo Sócrates » investigação » tribunais; governo Passos » derrubamento » luta a curto e médio prazo

  1. xatoo diz:

    como noto aí abaixo a um grande pândego seu conpagnon de route de blogue, ele acha que devemos confiar n“a justiça da república”
    obviamente, está errado
    Não devia ser possível a execução orçamental de um programa económico criminoso que 5 milhões de portugueses não votaram, e que muitos outros votaram enganados (como adiante no tempo se verá)

    • Carlos Vidal diz:

      Não sei a que se refere, mas talvez a “justiça da república” por vezes… quem sabe… Não seja linear.

  2. Oscar diz:

    Arejar o clítoris na praia do Meco sim mas … abrir a goela daquela maneira em Estrasburgo é que não.
    http://supraciliar.blogspot.com/2011/06/nudista-ana-gomes.html

  3. Paulo Ribeiro diz:

    é de notar, e notar bem, que o amigo Carlos Vidal continua iluminado pela loucura. ele é morder e morder, mas, como não tem dentes, sangra as gengivas e não magoa. este pc boy e amante do djughashvili não tem emenda… eheheheh

Os comentários estão fechados.