Coisas das eleições

No distrito de Santarém, onde passei alguns anos da minha vida, um dos melhores deputados do anterior parlamento, o Zé Guilherme Gusmão, acabou por não ser re-eleito.

Como se diz por lá, «essa coisa das eleições tem porras…». Mesmo quando a injustiça é flagrante.

Vá lá que, ao fechar da contagem, um outro de entre esses melhores, o Tó Filipe, conseguiu os votos necessários. Não se perdeu tudo, só uma óptima metade.

Para ambos, um abraço bem apertado e amigo.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

16 respostas a Coisas das eleições

  1. Morcego diz:

    Não menosprezando o contexto, de todo!..lá continuamos nós entre as vitórias pífias e as derrotas retumbantes ….cada um na sua bicicleta, não é?
    Joder!!

  2. ZÉ MANEL diz:

    António Filipe realizou ao longo destes 2 anos um profícuo trabalho de defesa das poulações e dos trabalhadores do distrito de Santarém: Esteve na luta pelo emprego nalgumas unidades produtivas do distrito; esteve nas diversas lutas dos utentes de serviços públicos ( sáude, a-23, etc…); esteve com o associativismo popular, com os pequenos e médios empresários, com a defesa da agricultura.
    O distrito de Santarém reconheceu o trabalho do deputado da CDU.
    Trabalho que resulta também de uma profunda ligação da CDU ( através dos militantes comunistas mas também da influente presença do PEV e da ID) ao povo do distrito.
    Sim, o distrito de Santarém continua a ter uma voz de esquerda na Assembleia da República!

  3. José diz:

    Não apenas esse mas, também, um excelente deputado que se perde com a não eleição de qualquer deputado do BE por Coimbra.

    • paulogranjo diz:

      Verdade. Estou é mais ligado a Santarém, para além de a eles os dois, e a coisa foi escrita ao correr da emoção.

      Mas aproveito para enviar também um abraço ao Pureza.

  4. Leitor Costumeiro diz:

    O BE tava a pedi-las…Não se pode lutar por algo lá fora e fazer o contrário por dentro…

  5. BLAGUE DE ESQUERDA diz:

    daqui a cinco anos há mais, basta ver a pilinha do Passos Coelho:

    http://blaguedeesquerda.blogspot.com/2011/06/day-after.html

  6. Renato Teixeira diz:

    José Gusmão e José Manuel Pureza, são dois dos maiores responsáveis pela viragem à direita do BE e da consolidação do seu caminho rumo ao PS. Com essa agenda, da qual não me parece que tenham abdicado, a leitura é capaz de ser outra.

    • paulogranjo diz:

      Pelo menos no que toca ao Zé, quer-me parecer que está muito enganado, Renato.
      Para além de não me parecer, de todo, que a não re-eleição deles se tenha devido à fuga da massivos votantes “hiper-firmes” e descontentes com isso de que os acusas.
      O BE não terá eleito ninguém em Santarém e Coimbra apesar dos cabeças de lista, não por causa deles.

  7. O Tó Filipe? O gajo que elogiou a política para a educação de adultos de Sócrates (e nisso não esteve sozinho, que o Carlos Carvalhas disse a mesma coisa!)? Uma das maiores vigarices perpetradas nesta país, merecedora (não brinco!) da classificação de crime de lesa-pátria?! Esse imbecil que não sabe do que fala, mas fala, é um deputado brilhante, defensor das populações?!
    E não querem vocês que se diga que a esquerda é uma fraude?!

  8. paulogranjo diz:

    Não deixa de ser curioso que este despretencioso e pessoal post suscite interesse comentador e que ninguém tivesse nada a dizer do http://5dias.net/2011/06/02/65131/
    Prioridades?

    • Rocha diz:

      E o que haverá para dizer de uma “nova” agenda social-democrata? António Chora, Carlos Trindade e esses ilustríssimos “renovadores” (euro)comunistas (que nunca tive o desprazer de conhecer)… A lista fala por si.
      Os ídolos do Chora e do Trindade, respectivamente o Manuel “vende barato mão de obra tuga na China” Pinho e o saudoso ex-líder Zé Sócras, agradecem esta iniciativa de ressuscitar o protagonismo dos amarelos dentro e fora da CGTP.

      • paulogranjo diz:

        Ó jose_tolas: sem desprimor para os insultos que os visados entendam por bem endereçar-lhe (se quiserem falar para o jose_tolas), e se você fizesse um esforço sobre-humano e tentasse discutir conteúdos?
        Se não, mais vale falar para o seu próprio heterónimo (ou auto-alcunha?).

        • Rocha diz:

          Ficou tão irritado com a verdade, que foi logo revelar o meu e-mail. Fica registada a baixeza desta revelação.

          Mas você está a mentir eu não insultei ninguém, eu disse a verdade e identifiquei diversos signatários como social-democratas (embora o Carlos Trindade seja ainda mais à direita) e chamei-lhes amarelos, porque é esse o papel daqueles que querem atrelar o movimento sindical ao PS, logo, aos patrões, à burguesia, trata-se de um sindicalismo UGT.
          Os elogios destravados de Chora e Trindade a Pinho e Sócrates também são de conhecimento público.

  9. António Filipe diz:

    Um grande abraço para ti também, Paulo.

  10. Rocha diz:

    É a primeira vez que sou censurado neste Blog. Vindo a censura do Paulo sinto-me muito honrado, obrigado pela distinção.

Os comentários estão fechados.