Uma pergunta para JSócrates: onde estão afinal os paquistaneses?? Desapareceram?? Como??

Publicitado o caso [dos paquistaneses e moçambicanos fazendo de figurantes a troco de lanche nos comícios de JSócrates], desapareceram, primeiro, alguns turbantes – substituídos por chapéus de campanha do PS. Depois, sumiram-se os imigrantes, muitos que mal articulavam uma palavra em português e que não podiam votar nas eleições legislativas de 5 de Junho por não terem nacionalidade portuguesa. A duvida fica: se foram transportados de Lisboa para o Alentejo no autocarro socialista como é que regressaram a casa? (AQUI)

É uma boa pergunta. Medonha, diria – a pergunta e a situação. Nada igualmente internacionalista sucedera por cá nas últimas décadas.

Já agora, quantos dos milhares que empunharam bandeiras portuguesas no Comício Nacionalista de Matosinhos (igualmente conhecido como “Congresso”) foram também pagos ou forçados, como e a troco de quê?

E como regressaram a casa? Ou ainda andam em tournée por este estranho e bizarro “país”?? E quem teve a ideia cosmopolita? Augusto S. S.? Vitorino? Canas? Estrela? Francisco de Assis??

Seja como for: esta situação é o fim da linha. Não, já não é desespero.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

5 Responses to Uma pergunta para JSócrates: onde estão afinal os paquistaneses?? Desapareceram?? Como??

Os comentários estão fechados.