Será que Sócrates quer privatizar as Águas de Portugal?

No ponto 17 da chamada «Carta do Governo», na qual o Primeiro-Ministro se compromete, junto do FMI, com uma série de medidas para os próximos dois anos, José Sócrates refere expressamente:

«Pretendemos acelerar o nosso programa de privatizações. O plano já existente abrange os transportes (Aeroportos de Portugal, TAP e ramo de mercadorias da CP), energia (GALP, EDP e REN), comunicações (Correios de Portugal) e de seguros (Caixa Seguros). Vamos identificar, no momento da segunda avaliação, mais duas grandes empresas para privatização até ao final de 2012. Um plano de privatização actualizado será preparado até Março de 2012.» (tradução portuguesa aqui)

Para além de Sócrates assumir perante o FMI que vai privatizar parte da Caixa Geral de Depósitos (medida que tanto tem criticado ao PSD), é muito interessante a frase que se segue: «Vamos identificar, no momento da segunda avaliação, mais duas grandes empresas para privatização até ao final de 2012».
Sendo que assumidas já estão as privatizações da TAP, parte da CP, GALP, EDP e REN e Correios, e sabendo que quase tudo o resto já está privatizado, quais serão as duas grandes empresas que Sócrates se propõe privatizar em 2012? Serão as Águas de Portugal? A RTP? Ou outra empresa qualquer?

Especulação? Leiam o Público de hoje, que descobriu que já em 2000 José Sócrates, como Ministro do Ambiente, preparava com Mário Lino a venda das Águas de Portugal à inglesa Thames Water.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

Uma resposta a Será que Sócrates quer privatizar as Águas de Portugal?

Os comentários estão fechados.