Ou como Manuel António Pina sacudiu de vez um arreliador pintelho que teimosamente o importunava

E não é que o cretino lá ganhou o Prémio Camões…

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

4 Responses to Ou como Manuel António Pina sacudiu de vez um arreliador pintelho que teimosamente o importunava

Os comentários estão fechados.