O que os portugueses precisam saber sobre o FMI | 1

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 respostas a O que os portugueses precisam saber sobre o FMI | 1

  1. ricardosantos diz:

    já andam a copiar o arrastão?

  2. António diz:

    Mas queremos empréstimos de graça, é isso? Ó Paulo Jorge Vieira empresta-me por favor €5000 que eu pago-te daqui a 5 anos se faz favor. Mas não queiras juros, que eu não admito que ganhes nada com isso…

  3. Abilio Rosa diz:

    Meus amigos, vamos com calma.
    Os comunistas têm o seu código de honra.
    Uma das suas regras é pagar as suas dívidas.
    Nunca nenhum país comunista ou ex-comunista deixou de pagar as suas dívidas.
    O problema aqui resume-se a encontrar a «fórmula» ideal para viabilizar esses pagamentos.

    Primeiro temos que ver quem é que beneficiou com o endividamento da Nação.
    (os Bancos; os grandes grupos monopolistas empresariais protegidos pelo Estado; a nomenklatura PS-PSD que ocupam e sempre ocuparam a gestão das empresas e entidades públicas; os autarcas corruptos; as parcerias público-privadas,etc.???);

    Segundo aplicar os «remédios» que irão desde o confisco de bens, a tributação de enriquecimentos ilícitos ou de mais-valias (retroactivamente), nacionalizar, intervir, mandar encerrar o cancro das catedrais de consumo que alienam as massas financeiramente desprotegidas, medidas fiscais sobre as transferências e especulação financeira).

    Se é para pagar a dívida – e isso é indiscutível – alguém vai ter de pagar e desta vez não deveria ser os trabalhadores e as famílias mais pobres e desvaforecidas.

    Depois deste saneamento intensivo das finanças públicas à custa da ladroagem que beneficiou com o endividamento atroz da Nação – e num horizonte de tempo à volta duma década – devíamos sair da Zona Euro e questionar se há alguma utilidade estar na União Europeia.

    Por mim não vejo nenhuma utilidade.

Os comentários estão fechados.