REITERO: SÓCRATES E O PS SÃO O INIMIGO NÚMERO 1

Leio no “Portugal dos Pequeninos” uma interpretação muito certeira de recentes palavras televisivas de MANUEL MARIA CARRILHO, alguém que muito tem ajudado a desmontar e ridicularizar o Sócrates do deslumbramento vazio na “tecnologia” (tecnochoque, choque, choque) e na apaixonada “obra pública”, do Magalhães ao Joaquim, ou, porque não?, dos jaquinzinhos à couve-flor:

 

Não corcondando eu, de modo nenhum, com a indispensabilidade deste “resgate”, faço notar de uma parte deste excerto uma coisa tipicamente socrateira: o homem dizia que entre ele e o FMI estavam 10 milhões de portugueses. Mas acontece que, agora, sem vergonha, entre ele e os 10 milhões de portugueses apareceram 80 000 milhões de Euros – o que para Portugal é muito mau (o “resgate”, que é humilhação e capitulação – também socrateira!), mas para Sórates é muito bom!! O que não admira o que lemos hoje no Jornal de Negócios, vindo do FT e dos que emprestam $$ – mesmos estes, o grupo com que Sócrates negoceia, que ele serve e de que faz parte de corpo e alma inteira, mesmos estes acham a personagem inaceitável:

Colunista do “Financial Times” acusa o primeiro-ministro português de se “preocupar apenas com o seu quintalinho” e de ter mentido ao país e diz que Portugal geriu a crise de forma “assustadora”. Para Wolfgang Munchau, a comunicação de Sócrates ao país, na semana passada, foi apenas um “alerta trágico-cómico” da crise na Europa. (…)

Continua o colunista alemão, do FT citado no JNegócios:

“Com o país à beira da extinção financeira, foi à televisão nacional orgulhar-se de ter garantido um acordo melhor do que a Grécia e a Irlanda. Além disso, garantiu que o entendimento não seria muito doloroso. Quando os detalhes foram conhecidos, poucos dias depois, percebeu-se que nada disso era verdade. O pacote contém cortes de custos severos, congela os salários da função pública e as pensões, aumenta os impostos e prevê uma recessão profunda nos próximos dois anos”.

Esta última parte da citação é o melhor naco desta prosa, como é bem de ver!!

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 respostas a REITERO: SÓCRATES E O PS SÃO O INIMIGO NÚMERO 1

  1. Abilio Rosa diz:

    Parabéns, Prof. Carlos Vidal.
    Eis um post acertado, certeiro e assertivo.
    O mais certeiro desta última semana onde se deu prioridade a penugens mediáticas e onde falou abundantemente no «Bloco», na «maconha» e desse camafeu, de sua graça Bin Laden!
    Isto sim! É politica! Pura e dura.
    É ideologia! Não dá para travestir opu swingar….

  2. Antonino da Silva diz:

    o renato acha que é o bloco o bicho papão. mas se todos lermos a rubra vamos nos safar.

    • Renato Teixeira diz:

      Não se iluda Antonio. Não se iluda. Mesmo que achasse que o BE é o papão, que está longe do que penso sobre o assunto, veja o ridículo em que cai ao dar a entender que quem é o papão sou eu!?! Percebe a ideia?

  3. Renato Teixeira diz:

    Infelizmente, a incapacidade da esquerda perceber isto vai ter um resultado bastante perceptível no próximo dia 5 de Junho.

    • Carlos Vidal diz:

      E ainda há quem esteja disponível para o socrateiro “voto útil” ?
      “Acudam, acudam, vem aí a direita”!
      Vai resultar??
      O que achas??
      Batemos no fundo??

      • Renato Teixeira diz:

        Acho que o preço do reformismo é esse. Mais cedo ou mais tarde vem à tona o medo e o medo transforma-se sempre em qualquer coisa inútil.

    • Rocha diz:

      Parece-me claro que o PCP percebe isto. E até agora, Jerónimo de Sousa, não tem “engolido sapos”, nem os mistificadores “males menores” do costume. Parece-me que o PCP não apoia nem apoiará PS com ou sem Sócrates.

      Já no Bloco, deu algum alento ver a luta que deu o Gil Garcia e a sua lista por uma convergência à esquerda, oposta ao PS com ou sem Sócrates. Essa luta contra as ilusões com o PS, já travamos muitas vezes no PCP e parece que conseguimos derrotar os reformistas, o passado recente tem no provado.

      O importante será que muitas organizações de esquerda, dentro e fora do parlamento, possamos ainda antes das eleições gritar bem alto nas ruas: fora a Troika, o FMI e todos os que servem esta catástrofe antropofágica, este capitalismo canibal! Que não fiquem nem alegrismos de esquerda para encher balões de cidadania, nem salsichas nobres soaristas, nem Portas submarinas, nem Passos para o precipício, nem (falsos) engenheiros da fraude! Que se vayan todos!

  4. CausasPerdidas diz:

    E “eles” andam a fazer o trabalho… “Prós e Contras” na RTP só com opiniões do arco do FMI.
    “Serviço Público”, dizem.
    Estará tudo bem, não há ninguém próxomo do Bloco para desestabilizar… nem do PCP, para não ter a fixação sectária do comentador Abilio Rosa.

  5. Justiniano diz:

    Sem dúvida, caríssimo Vidal!! É como se o colunista o conhecesse de há longos anos (conhecerá!? Duvido!!)!! É toda a síntese do personagem que aquele discurso carrega (o discurso é o personagem e o personagem é precisamente aquele discurso, e nada mais doque aquilo)!! E qualquer um que saiba ler, em qualquer língua, lhe tira a pinta à primeira!!

Os comentários estão fechados.