‹‹Isto é um crime, e um crime não pode ficar sem castigo só porque as vítimas eram migrantes africanos e não turistas num cruzeiro.››

‹‹Segundo o diário britânico, a embarcação com 72 passageiros, incluindo mulheres, crianças e refugiados políticos, tinha saído de Trípoli, Líbia, para a ilha italiana de Lampedusa quando se viu em apuros. Fizeram soar alarmes, pediram ajuda da guarda costeira italiana e tentaram contactar um helicóptero militar e um navio da NATO… mas não houve qualquer tentativa para os socorrer.

Depois de 16 dias, 68 dos ocupantes do navio estavam mortos. Onze chegaram a terra, mas dois morreram pouco depois. Nove sobreviveram para contar a história. “Todas as manhãs acordávamos e encontrávamos mais corpos. Deixávamo-los no barco durante 24 horas, e depois atirávamo-los ao mar”, contou Abu Kurke, um dos sobreviventes. “Nos últimos dias, já não nem sabíamos quem éramos.. Todos estavam a rezar, ou a morrer.”››

Tudo bem, a NATO nunca serviu para salvar pessoas. Mas isto provoca um nojo tremendo.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

12 respostas a ‹‹Isto é um crime, e um crime não pode ficar sem castigo só porque as vítimas eram migrantes africanos e não turistas num cruzeiro.››

  1. José diz:

    Para além do desmentido que a NATO já fez, nestes casos, a NATO tem rosto, é e o helicóptero militar da nação x ou o navio militar da nação y.
    Não acredito – ou, pelo menos, não quero acreditar – que marinheiros, sejam de que nação for, não socorram quem verificam que necessita de auxílio no mar.
    É não conhecer os marinheiros. Acaso o comandante do navio não quisesse auxiliar e ordenasse que prosseguissem caminho e teria um motim potencial a bordo.

  2. Rocha diz:

    E ainda houve quem defendesse a no-fly-zone. Ou até achasse que a NATO salva pessoas porque se trata de derrubar o Kadhafi da Líbia.

    Apoiar a NATO dá nisto. Apoiar a NATO é criminoso, porque simplesmente se trata de uma organização de assassinos.

  3. Renato Teixeira diz:

    Tudo mal… Tudo mal.

    • Youri Paiva diz:

      Claro que está mal, Renato. Mas nunca que se esperou que a NATO salvasse seja quem for (bem, há quem espere). Isto não surpreende, mas é (obviamente, seja para quem for – ou para muita gente) um nojo.

  4. A.Silva diz:

    A NATO foi criada para matar, não para salvar inocentes!

  5. l'outre diz:

    As contas estão bem feitas? 72 passageiros, 68 mortos, 11 sobreviventes (dos quais ainda morreram mais dois sobrando apenas 9) -> 72 = 68+11? Mesmo assumindo que os 68 mortas já incluem os 2 falecimentos -> 72 = 68+9 ?

  6. Von diz:

    Seja NATO ou outra coisa qualquer, eram seres humanos em xeque. E não interessam também contagens. Fosse um único, tinha de ser salvo. Sem mais dúvidas nem segundos sentidos. Deixar morrer apenas por razões tácticas, ideológicas ou seja o que for, é crime. É nojento. É o sinal dos tempos actuais.

Os comentários estão fechados.