BEGLEITKOMMANDO DES FÜHRERS: Barack Obama dá carta branca ao terrorismo israelita

 

Eyal Zisser, feliz com Obama como com Condoleezza Rice.

“A morte de Bin Laden dá “justificação a Israel para fazer o que o americanos fazem”, disse à agência Lusa Eyal Zisser, oficial da secreta do exército israelita.”

Via Agência Lusa

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

25 respostas a BEGLEITKOMMANDO DES FÜHRERS: Barack Obama dá carta branca ao terrorismo israelita

  1. José diz:

    Israel nunca precisou de autorização alheia para se defender, não é, Renato?

    E o governo sírio nunca necessitou de carta branca de outrem para assassinar os seus próprios cidadãos. Claro que estes não são tunisinos ou egípcios, pois, se o fossem, teríamos aqui no 5dias inflamados posts sobre a crueldade e a torpeza dos governos amigos do Ocidente.
    Assim, temos apenas um silêncio cúmplice e hipócrita.

    • Renato Teixeira diz:

      Sempre confuso, mas percebe-se alguma coisa sobre a antiguidade do terrorismo israelita. Quanto à Síria a seu tempo falarei sobre o assunto e para já reservo-me ao medo de ver a NATO a resolver o assunto de forma ainda mais humanitária.

      • José diz:

        🙂 Confuso?! Essa é de gargalhada…
        Cristalino!

        “mas percebe-se alguma coisa sobre a antiguidade do terrorismo israelita”
        E o meu comentário é que é confuso??

        • Carlos Carapeto diz:

          Tem que aprender muito sobre a história de Israel.

          Veja se Lord Moyne lhe diz alguma coisa? Irgun? Haganah? Deir Yassim?

          Tudo isto faz parte da fundação de Israel.

          Organizações terroristas e assassinatos, estão forjados com a história daquele país.

          • José diz:

            História de Israel? Não, não conheço nada…
            Grande Carapeto!
            Ensine lá, homem, vê-se que vocemessê deve ter jeito!

        • miriam diz:

          pq não fechas essa matraca de schwein nazi?

  2. Carlos Carapeto diz:

    Ainda não conseguiu distinguir as difrenças do Egito, Tunisia, Yemen por um lado e da Síria, Líbia por o outro?

    É tudo uma questão de interesses. Num caso apoiam-se os opressores enquanto se pode, no outro apoiam-se os “oprimidos”.

    É simples.

    Sobre Israel, aí o galo canta mais fino. Consegue dizer quantas resoluções da ONU já Israel acatou desde a sua fundação?

    Quer ainda mais simples que isto?

    Por jogatanas provocadas por outros foi Milosevic assassinado numa prisão. Israel comete crimes às vistas e às claras

  3. José diz:

    “Num caso apoiam-se os opressores enquanto se pode, no outro apoiam-se os “oprimidos”.”

    Sim… pois… e quem apoia o quê? E você apoia quem, Carapeto? O governo sírio?
    É que aqui, falou-se muito – e na maior parte, bem – da Tunísia, do Egipto, do Iémen, do Bahrein. E da Síria, tantas semanas depois, nem um pio.

    E você, grande Carapeto, chama hipócritas a outros?

    • Carlos Carapeto diz:

      Não lhe chamei hipócita. Digo-lhe frontalmente que é um saloio cheio de prosápia.

      Parece que ainda não compreendeu que eu só apoio a verdade? Que não passa também de um demagogo refinado já tinha compreendido. Como um atrasado que só sabe mandar bitates, fiquei-o sabendo agora.

      Você é daqueles cuja mente é forjada pela propaganda dominante. Portanto daí só se podem esperar disparates saídos a quente.

      Até ao momento ainda não foi capaz de debater nenhum tema com factos sustentados. Despeja alarvidades avulso.

      Modere-se, está a deixar transparecer que é um ignorante imbecil que não percebe patavina dos assuntos onde pretende meter o nariz.

      Move-o o ódio a qualquer coisa.

      A melhor resposta só lhe podia dar o António Aleixo, aqui vai.

      Óh pintainho de vintém.
      Abaixa-me essa penugem.
      Vai-te curar da rabuja.
      Tu assim não andas bem.
      Pouca consciência tem.
      Quem por aqui te deixa andar.
      Que te pode algum galo pisar.
      Ou espetenicar-te alguma galinha.
      Como és tão criancinha.
      Vai-te acabar de criar.

      • José diz:

        O Carapeto está com excelentes argumentos: “saloio cheio de prosápia.”, “demagogo refinado”, “Como um atrasado que só sabe mandar bitates”, “Você é daqueles cuja mente é forjada pela propaganda dominante. Portanto daí só se podem esperar disparates saídos a quente. “, “Despeja alarvidades avulso.”, “é um ignorante imbecil que não percebe patavina dos assuntos onde pretende meter o nariz.”, “Move-o o ódio a qualquer coisa. “!

        Com argumentos destes é difícil contra-argumentar decentemente, é verdade.

        Para além de não responder às questões, e de ter a certeza que sabe mais do que todos, argumento-mor dos ignorantes, o Carapeto insulta.

        Olhe, cure-se, já não é preciso ser internado para se curar dessas doenças!

  4. José diz:

    “Por jogatanas provocadas por outros foi Milosevic assassinado numa prisão.”

    O Carapeto é mesmo adepto do revisionismo e das teorias da conspiração… para além de ser um eslavófilo da tendência cirílica.

    • A.Silva diz:

      Mas já agora òòò josé o que tem a dizer sobre os criminosos israelitas?

    • miriam diz:

      Mas a mim,e, por exemplo, ao André Levy, podes chamar de eslavónio até pq a constituição dos Politburos eram maioritariamente de cultura judia.Isso era a mesma coisa de chamar aos pró capitalistas(prática de extorção de toda uma sociedade emq quem manda é uma cambada de paraitas,corruptos,e assassinos-como podemos ver agora,de modo retumbante a ‘corrida’ ao ouro líbio e petróleo líbio) de anti semitas!!!!Para o fazer dormir mal,lembro-lhe q Staline era judeu!Pode acrescentar o Gaddafi e ,o Amadinedjad do Irão….eheheh.
      It’s the classes struggle,stupid!

      • José diz:

        Que divertida, a Miriam!
        Eslavófilo, menina, não eslavónio.
        E que tem a ver o Politburo, cultura judia e anti-semitismo com o posts e os comentários?
        E não insulte os senhores Jughashvili, Kadahfi e Ahmadinejad, que não eram ou são judeus. E se fossem?
        Deve estar a confundir com o sr. Bronstein, esse sim de família judaica, ainda que não religiosa.
        It’s education, stupid!

        • Carlos Carapeto diz:

          Judeismo é uma coisa totalmente diferente do Estado de Israel. Judeus sempre existiram e conviveram harmoniosamente com os outros povos da região.
          Não misturem as coisas.

      • Carlos Carapeto diz:

        Miriam vai desculpar-me, não alinhe nessa treta de dizer que Estaline também tinha sangue judeu.
        É absolutamente falso.
        Essa mentira surgiu, apenas porque muitos judeus participaram na Revolução Bolchevique. Nem Estaline, Lenine, Dzerzinsk eram de origem judaica, como muitos alguns afirmam.

    • Carlos Carapeto diz:

      O que entende por revisionismo? Quem conspirou contra quem?
      É isso que tem para responder?
      Tenho tanto de Eslavófilo como você tem de seriedade nos assuntos que discute.
      Se lê-se Carlos Santos Pereira, Diana Jonsthon, Alexandre del Valle, não se deixa-se intoxicar por a propaganda dominante, e poupava-me a ter que receber as suas cargas de coices disparados às cegas.

      • José diz:

        Eu compreendo que o Carapeto não saiba ler, pois pelos vistos não entendeu o comentário.
        Leia, leia, que lhe faz bem e à higiene destes comentários, também.

  5. Abilio Rosa diz:

    E também, dá aos russos ou mesmo alguém que queira abater o seu inimigo.
    É preciso que os países interessados exploram esta nova jurisprudência, mesmo quando for para abater criminosos americanos que actuam nos vários cenário de guerra.
    Antes dos americanos, Putin utilizou esta jurisprudência com muita eficácia.

    • Carlos Carapeto diz:

      Abilio Rosa é verdade que Putin usou (continua a usar) a violência extrema para “apaziguar” a Tchetchenia. Mas faça lá um esforçozinho para retroceder algum tempinho e esclarecer-nos quem a permitiu e com que intenções.
      O “Kzar” Yeltsin quando foi para destruir a URSS aliou-se a Dzockar Dudaev, prometendo-lhe que lhe dava tanta autonomia quanto ele pudesse digerir.

      Depois resultou no desastre de Grozni, onde Yeltsin e Chapachikov sairam vergonhosamente derrotados. Perderam milhares de homens das forças de élite.

      Putin não caiu no engodo do confronto direto, começou por assassinar seletivamente os dirigentes, mandou a aviação bombardear sem dó nem piedade reduzindo as principais cidades a escombros, (Grozni, Gudermez, Chali e Uruz Martan ficaram inabitáveis, que provocou uma onda de desalojados de proporções horriveis. Só na região de Naltchik haviam mais de 800 000 ( população Tchetchena rondava os 3 milhões) refugiados em campos sem quaisquer condições, onde não era permitido às agencias internacionais terem acesso.

      Estas atrocidades não foram denunciadas pela nossa (deles) imprensa Ocidental livre.
      Por isso os “nossos” Josés que por aqui vagabundeiam as ignoram.

      Sabe mais; o grande Luis Figo e mais uns quantos craques do futebol mundial estão hoje (9 de Maio) em Grozni para participarem num jogo de inauguração de um estádio de futebol, que tem por nome Kadirov, outro torcinário do povo Tchetcheno. Como o futebol e a politica estão de mãos quando é preciso fazer propaganda?

  6. José diz:

    “Estas atrocidades não foram denunciadas pela nossa (deles) imprensa Ocidental livre.”
    O Carapeto não lê, ouve ou vê as notícias da imprensa ocidental e depois diz destes disparates.
    Informe-se, criatura, antes de escrever destas coisas!

Os comentários estão fechados.