É hoje mesmo, e parte da democracia como a entendo

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

8 respostas a É hoje mesmo, e parte da democracia como a entendo

  1. maradona diz:

    ora qui uma boa manifestaçao; estive numa aldeia do alentejo (que, por razões de segurança, não vou nomear, mas que tem remotamente a ver com aquele romance de merda da monica ali, o alentejo blue), em que um dia, ao acordar, não vi gajos nenhuns em lado nenhum; fui perguntando às gajas onde é que parava toda a gente (era 11 a manhã e ainda não tinha começado a beber), e por todo o lado me diziam “foram à pesca”. “foda-se”, pensei eu, “esta merda fica a 40 quilometros do mar, não sabia que havia por aqui esta actividade, caralhos ma’fodam”. umas horas mas tarde, tendo sido obrigado a embebedar-me sozinho, chegaram os homens da pescaria: tinham dado à costa uns quilos bons de haxixe, e por ali é hábito ir toda a gente “à pesca” sempre que a noticia de um evento desses se espalha. eu mative-me pelo alcool, que sou asmático.

  2. maradona diz:

    “Near a drug store at this Washington Heights intersection, dealers spend more time buying prescription drugs than selling narcotics. ”

    uma interssante reportagem, hoje no new york tmes:

    http://www.nytimes.com/2011/05/07/nyregion/near-the-pharmacy-a-different-sort-of-drug-deal.html?hp

  3. LAM diz:

    Uma sociedade que acha “aceitável” e “natural” que as pessoas passem fome ou que morram por não terem dinheiro para comprar os medicamentos, está “preocupada” com os “efeitos nocivos” da canabis. Hipocrisia do crl!

  4. Daniel Nicola diz:

    Num País que eleva o álcool a Património Mundial, que sentido faz a Marijuana continuar ilegal? A política ao serviço do TRÀFICO! A quem serve a proibição?

  5. Abilio Rosa diz:

    Legalizar a marijuana?
    Já estive em Cuba e isso é ilegal.
    E no tempo dos meus amigos soviéticos os drogados iam todos pr’a cadeia.
    Se querem andar com o juízo à roda bebam vinho nacional ou vodka russa da verdadeira, seus betinhos!

    • Daniel Nicola diz:

      Abílio, talvez a marijuana seja bom remédio para a senilidade…

      • Abilio Rosa diz:

        Agua, exercício físico e alimentação racional e moderada, eis a «droga» do camarada Abílio.
        Vocês precisam é de trabalho, de estudo e militância politica como deve ser. De preferência no PCP.

Os comentários estão fechados.