Cantai, Madeira, cantai!

A maneira como treme a mão e a voz do deputado, diz tudo sobre a natureza do regime. O dedo em riste e a verve do contraditório, também.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 respostas a Cantai, Madeira, cantai!

  1. FranciscoJP diz:

    Lindo!

  2. xatoo diz:

    lindo nome, Coito Pita, diz no BI, naturalmente filho de Burra nas Couves e Coito do Nabal

  3. Mário Abrantes diz:

    A verve do contraditório, como dizes, revela o pior que pode sair de um político: como pode alguém com a mínima abertura para os outros comentar daquela forma o acto banal de cantar? Alguns políticos de direita partilham com esquerditas extremos o pior da comunicação humana: truculência, agressividade barata e desconsideração.

    As mãos a tremer não me dizem muito, a não ser adrenalina. Afinal, o cantor nem desafinou nas notas agudas.

  4. Abilio Rosa diz:

    Pelos menos o PND faz uma oposição ao tiranete jardinista, coisa que o maior partido da «oposição» (o PS) não consegue nem um décimo!
    Quando é que os Madeirenses enviam o Tiranete Alberto João Tarrão para as Ilhas Desertas ou para algum atol no Pacífico, como fizeram com os «socialistas» Mubarack e Ben Ali????

  5. José Jardim (santa Cruz - Madeira) diz:

    O referido deputado devia ter mais pudor quando cantou a Grandola.Este deputado agora pnd revanchista do ppd/psd/madeira anda desavindo com o psd/Madeira desde que o irmão,de seu nome Rui Fontes por imposição do UI (único importante,entenda-se o AJJ)deixou de ser simultaneamente Secretário Regional da Agricultura e Presidente do Maritimo.

Os comentários estão fechados.