“Há uma parte do eleitorado que quer ser enganada”

Afirmou Miguel Relvas. Terá dito isto temeroso ou confiante?

Vejamos lá:

“Eu quero chegar a casa, depois de ganhar as eleições, todos os dias e quero que a minha filha tenha orgulho daquilo que está a ser feito”…”Eu no lugar do engenheiro Sócrates tinha vergonha, eu se fosse parente do engenheiro Sócrates escondia que era parente dele”…”Nós temos sondagens, ‘tracking diário’, e vejo a evolução, como é que a coisa está, e vejo que sempre que falamos verdade, sempre que vamos mais longe na mudança, os portugueses retraem-se”…”Sabem que é uma coisa que me custa muito, é que a sensação que eu tenho é que ainda há uma parte do eleitorado que quer ser enganada. Ainda há uma parte do eleitorado que quer ser iludida, quer ser enganada e quer ser iludida”…”é bom que haja sondagens que aproximem PSD e PS”… “Na hora da verdade vai ser o clique de que os portugueses vão precisar. Boas sondagens para o engenheiro Sócrates é o clique da nossa mensagem para ganharmos as eleições”…”Estou convencido de que as pessoas vão arriscar a mudança, porque nós merecemos o benefício da dúvida”

É bom de ver que o PSD está no bom caminho para continuar a descer nas sondagens. Como diz o Carlos, voltemos ao Sócrates.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 Responses to “Há uma parte do eleitorado que quer ser enganada”

Os comentários estão fechados.