Junta de Convergência Nacional VI – Perguntas avulsas

MANUEL ALEGRE, depois de voltar à Comissão Política do seu partido de sempre, porque insiste em assinar manifestos que não sejam da autoria do FMI? Como entender a sua lealdade a Sócrates e ao PS? Porque é que cada vez que enche a boca a defender o Estado Social, radicaliza a sua disponibilidade para o destruir?

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , . Bookmark the permalink.

3 respostas a Junta de Convergência Nacional VI – Perguntas avulsas

  1. João diz:

    Apesar de ter sido anunciado, não se confirmou o regresso do Alegre à CP do PS.

  2. Rocha diz:

    Porque não existe “esquerda” nenhuma no PS e se há militantes do PS que ainda se considerem de esquerda e que tenham um pingo de vergonha, só saindo desse antro da burguesia, em ruptura com esse partido de direita pode algum militante de esquerda eventualmente merecer a designação de “socialista”.

    (e digo PS porque acho que não se deve emporcalhar a palavra socialista)

Os comentários estão fechados.