25 de Abril sempre, Otelo nunca mais*

Cada um, em cada momento da sua vida, é um potencial actor de transformação da sociedade em que vive. Quem muito se elogia pelo seu papel em processos de transformação passados e nada faz no presente, é porque escolheu passar-se para o outro lado da trincheira.
Estou cansado de tantos anos a aguentar provocações fundamentadas pelas palermas declarações de Otelo. Um Homem só declara que os fascistas devem ir para o Campo Pequeno, se de seguida o pensar fazer. Se assim não for é um idiota inútil.
Espero que Otelo não se procure intrometer nas manifestações populares do 25 de Abril. O seu lugar é com Cavaco e os do Compromisso Nacional, em Belém, bem guardados pela polícia e a lamber as botas do FMI.

* frase roubada a um amigo no facebook

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

13 respostas a 25 de Abril sempre, Otelo nunca mais*

  1. O Otelo só prestou para vocês, porque para um verdadeiro democrata, um homem como Otelo foi sempre lixo, um revolucionário da treta, um mero terrorista.

    Otelo na prisão!

    • Tiago Mota Saraiva diz:

      Um “verdadeiro democrata”, este “Insurrecto”.

    • Idi diz:

      Um verdadeiro democrata,o que é isso?É um tipo que dá uma pensão com dinheiro dos contribuintes a um Pide por feitos inauditos à Pátria?

    • Idi diz:

      O insurreto demo crata é um nazi sem tomates para se assumir!É assim q este jimbras nem sequer se digna falar das falcatruas criminosas dos bancos parasitas.Fala da sonae,essa grande empresa ,essa grande MERCEARIA …

  2. Helena Borges diz:

    Já que o Otelo renunciou ao 25 de Abril – se soubesse, não tinha “feito” a revolução; tem saudades do crânio do Salazar -, só temos de fazer-lhe a vontade: o 25 não é dele. A festa do Otelo é daqui a sete meses.

  3. f diz:

    nao sendo advogado de otelo, nem otelista: nao foi otelo que falou no campo pequeno; tmsaraiva nao ouviu, nao leu o contexto da declaracao salazarista de otelo e descontextualizado nao vale.

  4. O Otelo é/foi um excelente militar, e um militar não fala, faz.

    Foi aí que ele errou.

    🙁

  5. Leitor Costumeiro diz:

    Tiago, acho que eles também não o querem lá.
    Onde foram presos os PIDE’s? Bem feito, vão ter de ficar a ouvir o Cavaco!
    (Enquanto ecrevia, vi o Otelo pá, na plateia em Belém, a impor a sua presença. Espero que haja porrada.)

  6. Augusto diz:

    Idiotas úteis , são tambem todos aqueles que ao longo dos anos deturparam todas as frases de Otelo.

    Aqueles que nunca lhe perdoaram a sua candidatura POPULAR de 1976, contra Eanes , toda a direita, e infelizmente alguma esquerda.

    Otelo é muito mais , do que algumas frases retiradas do seu contexto.

  7. miriam diz:

    esse insurreto meditativo deve ser algo que pensa com os pés e tem uma moca no sitio do cérebro.Os fascistas também têm liberdade em expor as suas sociopatias neste blog?Que saiba no dele,ninguem pode postar…Corram com este aborto daqui!!!

  8. diz que diz:

    diz que:
    O otelo fez a famosa declaraçao mal chegou de cuba…
    diz que:
    O telefone “vermelho” tocou mais ao menos nessa altura, era uma chamada de um famoso barbudo cubano a dizer: “tenham cuidado com esse gajo, ele e doido. tanto pode estar com a revoluçao, como contra…”

    sabedoria revolucionaria, digo eu

  9. closer diz:

    Não tendo simpatia especial pelo Otelo e pelas suas «ideias» políticas, não deixo de registar o particular azedume das palavras de Tiago Mota Saraiva. Otelo disse alguns disparates, embora as afirmações que surgiram na comunicação social sejam muitas vezes empoladas e descontextualizadas. Tiago Mota Saraiva deve ter ensinado pelos seus camaradas mais velhos a não gostar de Otelo. Porque nunca foi subserviente ao seu partido, porque não gostava do «socialismo soviético» e porque teve a ousadia de se candidatar à presidência da república em 1976, praticamente sem apoios, e ter obtido ais do dobro do candidato Octávio Pato.

    Isto são rixas antigas, mas Tiago Mota Saraiva revela bem a escola de onde vem. O passado nunca se esquece!

  10. 25 de Novembro Sempre, comunismo nunca mais !

Os comentários estão fechados.