Sugestões musicais 2011 (VII)

No ano passado, Toro y Moi lançou o seu disco de estreia, Causers of this. Embora aclamado pela crítica, considerei-o das coisas mais enfadonhas do chill-wave e confirmei a minha opinião no chatíssimo concerto do Milhões de Festa. Está agora de regresso com Underneath the Pine, mas de uma forma bem diferente, com melhorias significativas. Com uma electrónica muito mais orgânica, com a componente instrumental a ser francamente reforçada e com um ecletismo muito maior, o álbum é uma das surpresas do ano. Destaque para a deliciosas aproximações funky e para o timbre vocal muito mais natural e menos artificalmente adulterado, com alguma aproximação ao registo do grande Elliott Smith.

Fechando o disco com chave de ouro, “Elise” é já um dos grandes temas pop do ano

 

P.S. No fundo, Toro y Moi segue o caminho inverso de Bibio, que, depois da obra-prima Ambivalence Avenue, decidiu enveredar pela electrónica mais fria e monocórdica no seu último disco

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.