Junta de Convergência Nacional III – Perguntas avulsas

HELENA ROSETA, o que entende por enfrentar positivamente as dificuldades”? PSD, PS, Cidadania, António Costa… Seguindo a lógica, vai votar Fernando Nobre?

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , . Bookmark the permalink.

15 respostas a Junta de Convergência Nacional III – Perguntas avulsas

  1. a anarca diz:

    Boa fotografia duas faces do mesmo problema.
    Esta Roseta é só mais uma golpista disfarçada de cidadã LOL

  2. mesquita alves diz:

    Boa tarde,

    Assisti ontem à maior “filhadaputisse “mediática desde que tenho memória.
    Os militares costumam receber ao dia 20. Ontem, às 20 horas, ainda não tinham recebido.

    Este facto, teve abertura em quase todos os telejornais, e direito a entrevistas aos vários sectores da classe: praças, sargentos e oficiais. Houve um deles, que não consegui indentificar, que, ao vivo, ameaçou a sociedade, lembrando a constituição…
    Queria lembrar a esses privilegiados, que há, infelizmente, dezenas de milhares de trabalhadores, que não recebem salário há meses, e não têm direito às mordomias de ontem.
    Também queria lembrar aos militares, que os Portugueses não necessitão deles para rigorosamente nada!
    Ou seja, vocês são, rigorosamente, só despesa!

    • DrStrangelove diz:

      Esses militares estão habituados a uma vida calma, sem grande trabalho, e rendimento certo (no dia certo!) todos os meses. Não sabem o que são dificuldades.
      É como os chulos da CP e Metro que, para além de viverem à custa dos contribuintes, ainda se dão ao luxo de prejudicarem regularmente a restante classe trabalhadora com as suas greves crónicas. É malta desta que dá mau nome ao sindicalismo e ao trabalho para o estado.

      • José diz:

        Exemplo de declaração demagógica, própria de taxista com palito nos dentes.
        Tenha vergonha, DrStrangelove!

        • Rocha diz:

          Então José, zangou-se?
          Então só quando é anticomunista é que concorda com a reacção?

          A reacção não tem vergonha, por isso é reacção. Se tem amizade com reaccionários prepare-se para o fascismo.

          É que esse “estranho amor” é pelo capitalismo (tão estranho que a democracia é só para os ricos e a ditadura é para todos os outros).

        • DrStrangelove diz:

          Tenha vergonha é você. As greves na CP e no Metro só prejudicam duas pessoas:
          – os contribuintes
          – os utentes (a maioria dos quais ganha menos que os maquinistas)
          Rigorosamente mais ninguém!

          Fazer greve:
          – Quando se ganha acima da média nacional
          – Quando se ganha acima da média do sector (dos transportes de passageiros terrestres, neste caso)
          – Quando se tem regalias invulgares (como mais dias de férias por ano)
          – Quando as respectivas empresas acumulam prejuízos astronómicos
          – Quanto o país está de rastos e o Estado não tem dinheiro

          … fazer greve nestas condições é de um egoísmo, de uma imoralidade, e de uma filha-da-putice sem paralelo.

          • Rocha diz:

            O DrStrangelove merecia um outro tipo de greve, sem serviços mínimos claro: greve ao cliente malcriado.

          • José diz:

            Tenho vergonha, sim. Tenho vergonha de ler algo assim, como o que você escreve.
            Cuida de saber os motivos dos grevistas? Não.
            É culpa dos funcionários a má gestão das empresas? Não.
            É culpa dos trabalhadores a imposição do governo de modelos de gestão ruinosos? Não.
            Mas aos trabalhadores das empresas de transporte é-lhes vedada a greve, porque incomoda o DRStrangelove…
            Vergonha, sim.

        • DrStrangelove diz:

          Quando escrevo “rigorosamente mais ninguém” quero dizer que não beliscam minimamente o partido do Governo (greves dos transportes nunca trazem impopularidade ao Governo) nem os capitalistas. Estes últimos estão descansados porque os seus trabalhadores é que têm que se desenrascar a arranjar transporte alternativo para irem trabalhar. E se chegarem atrasados ao trabalho, não faz mal: compensam no final do dia trabalhando tempo extra!
          Quem esses grevistas estão a foder é o povo. Mais ninguém.

    • José diz:

      Bom, agora o facto de uns trabalhadores terem protestado e lamentado pelo atraso no pagamento é uma filhodaputisse!
      E os militares são mesmo uns privilegiados…
      E os militares não servem para nada…
      A protecção da zona marítima nacional, por exemplo, pode ser assegurada em part-time pelo mesquita alves.
      Há uns tipos divertidos por aqui.

      • DrStrangelove diz:

        Atraso de um dia no pagamento? UM dia???
        No contexto actual do país esses militares só podem estar a brincar!

        • José diz:

          No contexto actual, os trabalhadores só podem comer e calar, não é?
          Se tiverem de pagar alguma multa por atrasos em pagamentos a bancos, por exemplo, façam-no de cara alegre, porque a incompetência do governo no “contexto actual” não deve ser censurada!
          Mas que argumentos ridículos!
          Não se trata aqui de falta de dinheiro no Estado, tão-só incompetência.
          Mas vê-se de novo a demagogia a vir ao de cima: o “contexto actual” a servir de argumento para o “comer e calar”!
          O totalitarismo a emergir nos discursos demagógicos.
          O taxista paliteiro, DrStrangelove, ficava bem em qualquer direcção geral da Censura…

  3. Rocha diz:

    Aproveito para anunciar o meu Governo de Convergência Nacional Dream Team:

    Troika, Primeiro-Ministro

    Paulo Futre, Ministro do Jogador Chinês (Finanças)

    Fernando Nobre, Ministro da Côdea no Bico da Galinha (Trabalho)

    João Rendeiro, Ministro da Economia Paralela e Offshore (Economia)

    Otelo Saraiva de Carvalho, Ministro do Arrependimento por ter feito a Revolução Sozinho (Educação)

    Boaventura de Sousa Santos, Ministro dos Ratings e das Convergências Nacionais

    Mário Lino, Ministro do Deserto da Margem Sul (Agricultura)

    Rasmussen, Ministro da NATO (Defesa)

    Armando Vara, Ministro dos Robalos (Justiça)

    Cândida Almeida, Ministra da Magistrutura e Advocacia de Sócrates no Freeport e Afins

    Ferro Rodrigues, Ministro do Tou me Cagando para o Segredo de Justiça

    Mario Soares, Ministro das Candidaturas pela Cidadaina

    Almeida Santos, Ministro da Caridade com os Pobres Deputados (Assuntos Parlamentares)

    Ricardo Rodrigues, Ministro Surripiador de Gravadores

    António Barreto, Ministro dos Direitos Supérfulos (Saúde, Habitação, Educação etc…)

    Ricardo Gonçaves, Ministro da Cantina Parlamentar (Presidente da AR)

    Fátima Campos Ferreira, Ministra do Pros e Pros

    Rui Rio, Ministro da Proibição de Cartazes e dos Musicais La Féria

    Patrick Monteiro de Barros, Ministro do Nuclear (Ambiente)

    Manuela Ferreira Leite, Ministra da Suspensão da Democracia

    Paulo Rangel, Ministro da Asfixia Democrática

    Nobre Guedes, Ministro dos Sobreiros da Portucale

    Jorge Jesus-Vilas Boas-Grande Homem (Troika da Bola), Ministro do Futebol (Cultura)

    Sócrates-Passos Coelho-Portas (Trupe de Circo), Ministros sem Pasta

    Ricardo Salgado, Belmiro de Azevedo, Soares Santos, Zeinal Baiva, Amorim, Santos Ferreira, Cadilhe, Pires de Lima, Ulrich, Melos, Grupo Prisa, Santander, Teixeira Duarte, Soares da Costa, Sucatas Godinho… Ministros com Pasta

  4. Rocha diz:

    Mais um acrecento à Dream Team: Ministra das Fraldas com Asas, Ana Jorge.

Os comentários estão fechados.