Triste, é muito triste, é demasiado triste

Precisávamos de um homem com a inteligência e a honestidade do ponto de vista de Salazar” – Otelo Saraiva de Saraiva de Carvalho

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

14 respostas a Triste, é muito triste, é demasiado triste

  1. Helena Borges diz:

    A família não quererá fazer-lhe o favor de interná-lo à força? O homem cobre-se de ridículo.

  2. DrStrangelove diz:

    … e diz ainda que a sua prisão, no âmbito do processo FP-25, foi urdida pelo PCP…


    --
    «A Stasi era muito, muito pior do que a Gestapo, se se considerar apenas a repressão sobre o próprio povo. A Gestapo tinha 40 mil funcionários a vigiar um país de 80 milhões, enquanto a Stasi empregava 92 mil para controlar apenas 17 milhões.»
    (Simon Wiesenthal, o "caçador de Nazis")

    • Tiago Mota Saraiva diz:

      O que diz tudo da sua sanidade.

      • Bolota diz:

        Tiago,
        E eu que votei nele contra Eanes. Não acerto uma

        • Rui F diz:

          Parente

          Mas afinal quantos sapos já engoliste tu? 🙂
          (o mê velho era PC e votou tb no Otelo nessa vez)

          Abração

          (O Otelo foi o meu herói durante muitos anos. Um gajo depois vai esquecendo até porque o homem meteu-se a fazer merda da grossa. Ter apoiado o Isaltino, para mim tornou-se mais um vilão na história. Mas digo-te agora a frio…herói herói herói mesmo, foi o Salgueiro Maia)

  3. Rui F diz:

    O gajo votou Isaltino, vocês queriam o quê?

  4. faff diz:

    Triste? Muito pior, são os canalhas que este país alimenta.

  5. Ti diz:

    Que o Otelo Saraiva de Carvalho não é a coerência em pessoa, tenho que concordar.
    Que Salazar era inteligente… enfim não contesto. Que era honesto – é quase unânime.
    Estas qualidades são sempre apreciáveis, o problema é que Salazar era uma besta tão grande que quando se diz o seu nome não fica espaço para mais nada senão isso.
    Daqui a muitos anos talvez consiga admirar a honestidade de Salazar, do mesmo modo que seja possível admitir a genialidade de Hitler, mas por enquanto são principalmente abjectos!

    • Helena Borges diz:

      Há defeitos que anulam qualidades, Ti. É (muito) discutível que Salazar tenha sido um “crânio”. Mesmo que não fosse discutível, o Otelo não poderia ter arranjado outro exemplo de inteligência? Poder, podia, mas não era a mesma coisa. É que se eu quiser dar um exemplo de asseio, não vou mencionar o Pinochet, por muito engomadinho que o homem tenha andado. Nem daqui a muitos anos conseguirei admirar a honestidade da múmia de Santa Comba.

  6. joaovalenteaguiar diz:

    Já que o idiota gosta tanto da besta de Santa Comba enviem-lhe uma cadeira por correio…

    Abraço

  7. Leitor Costumeiro diz:

    É triste ele ter de dizer isto não é?!?
    Mas também, não se pode dizer que, tenha havido alguém melhor à frente dos destinos do país…E isso é mais infeliz. Todos os que vieram, depois do 25 de Novembro, foram uns filhos da puta, umbiguistas, traidores sem sentido de Estado, cabrões, mafiosos, repressores , filhos da puta e filhos da puta. São eles os culpados por este tipo de afirmações. Eles e nós, que os deixamos rirem-se na nossa cara, e vejam que até os revolucinários já votam no cabrão do Salazar para melhor português de sempre. É pena, é triste e desolador…

  8. a anarca diz:

    eh eh eh eh !
    O Otelo desde a 1ª hora não enganou ninguém !
    Agora que é delicioso um pós – revolúcionário
    ter saudades do Salazar é digno de ficar na história 🙂

  9. José jardim diz:

    Devia de ir á consulta ao Júlio de Matos.

Os comentários estão fechados.