NÃO!

Acabo de ler a notícia na Agência Financeira. Jerónimo de Sousa explica que a troika do FMI, BCE e CE ligou de manhã para a Soeiro Pereira Gomes a informar que à tarde estariam na sede do PCP. Não sei se se enganaram no número e pensavam que estavam a ligar para o PS, PSD ou CDS mas a resposta que levaram do PCP foi um rotundo NÃO.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 respostas a NÃO!

  1. Bolota diz:

    É por estas e por outras que cada vez sou mais comunista

  2. Leo diz:

    Declaração de Jerónimo de Sousa, Secretário-Geral do PCP
    Sobre o desenvolvimento do processo de intervenção externa, designadamente o contacto com o PCP por parte do FMI/UE/BCE

    http://www.pcp.pt/sobre-o-desenvolvimento-do-processo-de-interven%C3%A7%C3%A3o-externa-designadamente-o-contacto-com-o-pcp-por-p

  3. A despropósito: a minha homenagem aos companheiros do SDS (Students for a Democratic Society, USA, fundado em 1962, imaginem…)

  4. Dédé diz:

    Não me digam! Foi mesmo? Fui ver ao site do PCP e o que lá está não é claro sobre quem convocou, diz que foi contactado “para” não refere por quem.

    “O PCP foi hoje contactado para um encontro com o grupo do FMI, União Europeia e BCE, executor de uma ilegítima intervenção externa em Portugal.”

  5. Augusto diz:

    No entanto, há algo que fica a marcar para já estes encontros, ou desencontros.

    A delegaçao do FMI deslocava-se á sede ( isto é á casa) do PCP , para conversar com o partido.

    Até agora a todas as outras forças politicas, pelo menos as que se dispõe a conversar com o FMI , têm de se deslocar a um local marcado pelo FMI.

    Há algo de muto estranho nisto tudo.

    Veremos qual será a justificação , e se terá mesmo havido, dois critérios, e porquê.

    • Carlos Carapeto diz:

      Porquê? Os comunistas trabalham não são nenhuns moinantes.

    • António Figueira diz:

      Eu vou contar-lhe tudo, Augusto (mas V. promete que depois não conta a ninguém): Dominique Strauss-Kahn é português, voilà; e como se percebe pelo nome, é alentejano. Na juventude, foi da UEC, e depois, mesmo sem cartão, ficou ligado ao Partido, no departamento (por supuesto clandestino) da “Dominação Mundial”. Chegou ao FMI sem ninguém perceber que era um compagnon de route; pelo caminho, ainda aviou dois países ou três, aonde mesmo a esta hora há operários a roer cascas de batata, a verem se conseguem o mínimo calórico que permite a reprodução da força de trabalho; o PCP, evidentemente, ri-se do assunto: são uns aparatchiks de tipo maléfico como eu, e estão feitos com o animal. Por isso, e para despistar, convocaram a manif. de hoje, no Terreiro do Paço; mas houve outros, mais espertos, uns desconfiados tipo Augusto, que deram logo pela Santa Aliança FMI-PCP e decidiram não aparecer; mais, perceberam logo o que há de “estranho nisto tudo”, e aguardam pela confirmação do que sabem desde há muito: que o PCP está vendido ao grande capital e à plutocracia internacional. E é por isso que o povo diz, e eu me permito corroborar: – Boa, Augusto, manda sempre!

      • Antónimo diz:

        tenho andado algo distante da blogosfera, mas pelo argumentação acho que o augusto vírus foi updatado. o discurso inflectiu para outra argumentação

  6. ricardosantos diz:

    Então fazem com que eles venham e depois não querem falar com eles?

    • Carlos Carapeto diz:

      Isso mesmo. As (não os) comunistas há muitos tempo que acenavam aos muchachos do FMI para virem só que eles não se decidiu, foi preciso Sócrates meter tudo a nú.

  7. Gustavo diz:

    Não e Não! Se há quem veja Portugal como uma colónia alemã, holandesa ou francesa não são os comunistas. FMI fora daqui!

Os comentários estão fechados.