Sons de Abril

Capa do disco de Zeca Afonso e Francisco Fanhais publicado em Roma em 1975 e nunca editado em Portugal

Faltam duas semanas para o 25 de Abril. Como forma de celebrar a data, que este ano nem direito terá a cerimónias oficiais, publicarei diariamente a partir de amanhã alguns dos sons que fazem parte integrante da Revolução – antes, durante e depois. Perdoar-me-ão se optar por sons menos óbvios e, pelo meio, por algumas pequenas provocações.
Porque tudo o que foi conquistado com a Revolução está hoje em causa, celebrar Abril é um dever cívico. Eu sei que são cada vez menos os que o celebram e menos ainda os que o praticam. Por isso mesmo, por isso mesmo…

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

3 respostas a Sons de Abril

  1. Renato Teixeira diz:

    Cantemos pois! Bentornato.

  2. Pedro Penilo diz:

    Bom projecto!

  3. maria monteiro diz:

    Vou estar atenta e divulgar…

Os comentários estão fechados.