Para encher a pança a essa burguesia

A delegação do FMI e da UE, chegou ao BdP ao início da manhã às instalações do BdP na Avenida Almirante Reis, em Lisboa, numa carrinha minibus.

Pois Canté!!
Enquanto anda lá no céu a cotovia
Ando a trabalhar o pão de cada dia
Para encher a pança a essa burguesia
Sempre a trabalhar
P’ro patrão gozar
Isto inté qu’há-de mudar um dia
(Pois Canté!)

Os políticos burgueses à porfia
Só nos sabem receitar democracia
Mas o povo é que é levado na tosquia
O senhor ministro
Tem a culpa disto
Isto inté qu’há-de mudar um dia
(Pois Canté!)

Tanta propaganda na telefonia
A falar na grande crise da energia
Com tanto desemprego, quem diria!
Fala o aldrabão
E ri-se o patrão
Isto inté qu’há-de mudar um dia
(Pois Canté!)

Quando a máquina do lucro se atrofia
A reparação é sempre a carestia
E o povo é que lhes paga a avaria
Mas o Capital
Fica sempre igual
Isto inté qu’há-de mudar um dia
(Pois Canté!)

Com golpaças e manobras, dia a dia
Bem nos tenta enrolar a burguesia
Eles são todos da mesma confraria
Irmãos explorados
Todos lado a lado
Isto inté qu’há-de mudar um dia
(Pois Canté!)

socializado pela Jonas

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 respostas a Para encher a pança a essa burguesia

  1. Gentleman diz:

    É a burguesia que cria emprego. Não é a CGTP.

    • miguel cunha diz:

      Numa sociedade capitalista será (mas não apenas a burguesia). Mas a questão permanece: para haver burguesia tem de haver trabalhadores, mas para haver trabalhadores não é necessário haver burguesia. Com ou sem CGTP.

Os comentários estão fechados.