Si tu l´estires fort per aquí…

Suponho que o FMI será uma das músicas mais citadas nestes dias. Inteira ou por partes. Considero a gravação que aparece no disco “Ser Solidário” uma das melhores peças cénicas que conheço e um autêntico milagre artístico, pois consegue transmitir ainda hoje num MP3 os sentimentos saídos daquelas tripas desgarradas no palco, ao vivo. Não vou escolher um fragmento da música, seria sacrílego fatiar aquilo. Levem uma parte do prólogo:

“… por isso vos peço que não se deixem distrair por esses pormenores e que isso não contribua para desviar do que me parece ser o essencial”

Também vai aí uma música, muito conhecida, de Lluis Llach. Seguida de uma tradução/versão, bastante deficiente, minha.

A estaca (Lluis Llach)

O tio Siset já falava
bem de manhã no portal
enquanto o sol esperava
vendo os carros passar.

Siset, mas não vê a estaca
à qual nos querem pregar?
Se não nos liberar-mos já
não voltamos caminhar.

Se puxarmos todos cairá
que muito não pode aguentar!

Desta é que tomba, tomba, tomba
do apodrecida que está.

Se eu puxar forte desde aqui
e tu esticares bem por lá
desta é que tomba, tomba, tomba
liberar-nos-emos já.

Mas eu, Siset, não vejo a fim
as mãos estão-se a cortar
e quando a força foge lá
ela e maior, ainda mais.

Certo é que está apodrecida
mas meu Siset, pesa tanto!
Que a força fica extinguida
dai-me outra vez o teu canto

Se puxarmos todos cairá
que muito não pode aguentar!

Desta é que tomba, tomba, tomba
do apodrecida que está.

Se eu puxar forte desde aquí
e tu esticares bem por lá
desta é que tomba, tomba, tomba
liberar-nos-emos já.

O tio Siset não fala mais
levou-mo um mal ventar
e antes do sol nascer do cais
sou eu quem desço ao portal.

E ao passarem as crianças
alço a voz pra cantar
o último canto de Siset
o último que ele quis dar.

E, como a luta é alegria, outra versão:

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

9 respostas a Si tu l´estires fort per aquí…

  1. Antonio Mira diz:

    Se alguem da tasca consegue meter os videos na posta, fico eternamente grato…

  2. Morcego diz:

    Grande música…e muito oportuna!

    Abraço fraterno da Galiza do sul. ,-)

  3. Antonio Mira diz:

    Obrigado, Morgada. Ando com problemas com a net na casa e não conseguia colocar os vídeos…

Os comentários estão fechados.