Manif em Luanda, desta vez autorizada

Depois de há uns tempos ter sido reprimida antes de acontecer (fazendo com que, agora, só os mais corajosos dos mais corajosos se tenham atrevido a aparecer), lá foi ontem autorizada em Luanda uma manifestação de jovens “pela liberdade de expressão”.

Os números de participantes variam, consoante as fontes, entre 50 e 300.

Mas não é isso o mais importante. O mais importante é terem lá estado aqueles que estiveram, dizendo que “Exercer cidadania não é crime”.

Porque, como dizia o Steve Biko (re-inventando o velho Gramsci), “A arma mais poderosa nas mãos do opressor é a mente dos oprimidos”.

 

PS: nem de propósito, um dirigente do partido governante «alertou para a existência de um “grupo de oportunistas” que convoca manifestações com fins inconfessos para perturbar a mente dos jovens». Será que conhece a frase do Steve Biko?

Obrigado ao Carlos Serra, pela publicação do link para esta notícia.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

4 respostas a Manif em Luanda, desta vez autorizada

  1. Eu já vos tinha dito que a esquerda não foi «inventada» onde um montão de vós pensa que foi.
    Já cá andávamos antes, e chegamos a muito mais pessoas, porque sabemos como fazer «as coisas» que há a faxer.

    Exemplo ?

  2. helder diz:

    Estou com pressa,
    http://www.youtube.com/watch?v=rY_5e5ew12I&feature=related
    destes, vai a historia rezando.

  3. We do what we can, and sometimes we can do a lot.
    🙂

  4. Os meus «amiguinhos» do SDS (Students for a Democratic Society, americanos)
    Uma parte deu em terroristas quando akilo akabou. Foi de ’62 a ’69.

    Axo que ainda p’ra lá uns «restos», mas a mim já não me interessa…

    http://en.wikipedia.org/wiki/Students_for_a_Democratic_Society

Os comentários estão fechados.