Música de intervenção, ponto final, parágrafo.

 

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 Responses to Música de intervenção, ponto final, parágrafo.

  1. Conhecia tudo.
    Lembro uma ‘cover’ da Simone (Bittencout de Oliveira) aki, no Alto da Ajuda, ela tinha lágrimas nos olhosenquanto cantava… depois fiquei eu assim também (mas eu sou uma m”#$%a de um sentimental).
    Nunca entendi como esta música passou na ‘censura’ (coronéis iguais aos de aki, ou se emocionaram ou eram analfabetos… no Brasil tudo é possível)

    Aki fica o que ela fex do mesmo mas mais ‘abaixo’:

  2. Ah, e axo que já vos disse isto , a «música» referida acima (a do Vandré) era um hino… para a “malta” da UNEB (hoje creio que deixaran cair o “B” , mas não é cá comigo, saúde e saudade sempre companheiros !)
    Sentimentos muito mais que divididos, sou amigo quer de gajús do PC do B, quer de militares do exército ‘brazze’ que os combateram.
    Fazer o quê ?
    Recuar e abster-me pareceu-me uma solução «equiparada».
    Mas não satisfatória, claro está,

    :-(

  3. Pingback: O New Wave, a Old Fashion e o Futuro. Que fazer? | cinco dias

  4. Tiago Mesquita says:

    Não tem nada do que eu quero!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

Comments are closed.