Voltando

Depois de um longo jejum por motivos de trabalho, lançamos a preguiça fora e limpamos o pó do teclado. A tasca, pelo que vejo, segue inteira e até com novas comensais.

Então: Passou-se algo na minha ausência?

Ler-nos-emos por cá. Para mim será, como sempre, um prazer.

O Bowie andava com este 286 da última vez que leu uma posta minha...

 

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

9 respostas a Voltando

  1. Carlos Fernandes diz:

    Não é por nada mas pelo aspecto parece mais um 386, ou mesmo um 486…

  2. Não desfazer no David s’ilvóplé.
    Ele pode ser meio-cego, mas é um gajú do caraças simpático até dixer chega, conheci-o (vagamente) no Camden Palace em «Londrinium».

    Aki ficam umas duas das dele:

    http://www.youtube.com/watch?v=6C0RmRGTePw&feature=related

    e

  3. Paulo Nascimento diz:

    Desculpem lá ser chato.

    Isso é um PowerBook Machintosh na respectiva Dockstation.

    Provavelmente algum modelo ainda baseado em motorola 68k.

    Mas os fanaticos do crapintosh saberão melhor

  4. Antonio Mira diz:

    Fico admirado com os conhecimentos e relacionamentos de quem passa por cá. Os senhores obrigam a fiar muito fininho… Prometo, no futuro, tratar melhor das referências tecnológicas.

  5. Morgada de V. diz:

    A marca do computador não interessa nada, o importante é que hoje deu à costa na internet, além do Mira, um álbum do Bowie nunca antes editado porque ele se pegou com a editora.

    Era bom que uníssemos esforços políticos para tentar descarregá-lo. Nos sites que encontrei o ficheiro com o disco foi entretanto apagado.

  6. Antonio Teixeira diz:

    Isto é por causa das eleições?

    Agora é que vens à luta?
    A ver o que sai daqui…

  7. Antonio Mira diz:

    Morgada: Os teus desejos são ordens. Para mais sendo que este disco é da época do Heathen…

    Antonio Teixeira: A minha vida deveria ser pouco do seu interesse, mas entrego os papelórios da tese esta semana e ponho fim (pelo de agora) a esse trabalho académico Mas, porque pergunta? Vão dar cartões de “malta da luta” e passam folha de presença?

  8. [b]M.d.V.[/b] enquanto não encontrar o «Toy», aki fica esta sugestão:

    David Bowie – Pretty Rare Versions (2011)

    “The cliché about David Bowie says he’s a musical chameleon, adapting himself according to fashion and trends.
    While such a criticism is too glib, there’s no denying that Bowie demonstrated remarkable skill for perceiving musical trends at his peak in the ’70s.
    After spending several years in the late ’60s as a mod and as an all-around music-hall entertainer, Bowie reinvented himself as a hippie singer/songwriter. Prior to his breakthrough in 1972, he recorded a proto-metal record and a pop/rock album, eventually redefining glam rock with his ambiguously sexy Ziggy Stardust persona.

    Ziggy made Bowie an international star, yet he wasn’t content to continue to churn out glitter rock. By the mid-’70s, he developed an effete, sophisticated version of Philly soul that he dubbed “plastic soul,” which eventually morphed into the eerie avant-pop of 1976’s Station to Station. Shortly afterward, he relocated to Berlin, where he recorded three experimental electronic albums with Brian Eno.

    At the dawn of the ’80s, Bowie was still at the height of his powers, yet following his blockbuster dance-pop album Let’s Dance in 1983, he slowly sank into mediocrity before salvaging his career in the early ’90s.

    Even when he was out of fashion in the ’80s and ’90s, it was clear that Bowie was one of the most influential musicians in rock, for better and for worse.”

    CD 1:
    01. Space Oddity original version 68
    02. Amsterdam Acoustic 72
    03. Five Years BBC session 72
    04. Ziggy Stardust Demo version 72
    05. Rebel Rebel version 2003
    06. Life On Mars Fashion Awards NY 2005
    07. Lady Stardust BBC radio 97
    08. The Man Who Sold the World SNL 79
    09. Drive In Saturday Storytellers 99
    10. Lady Grinning Soul album 73
    11. Wild is the Wind BBC 2000
    12. Helden Heroes German version 77
    13. Ashes to Ashes live Buffalo 2004
    14. Scary Monsters Acoustic version 97
    15. China Girl Storytellers 99
    16. Let’s dance Alt. version BBC 2000
    17. Loving the Alien live Dublin 2003
    18. Ragazzo Solo, Ragazza Sola Italian Space Oddity 70

    CD 2:
    19. Nature Boy Moulin Rouge 2002
    20. I Can’t Read Long Version 97
    21. I’m Deranged Lost Highway 97
    22. I’m Afraid Of American V3_feat. Ice Cube 97
    23. Telling Lies Paradox mix 96
    24. The Man Who Sold the World live Paris 95
    25. Thurday’s Child_rock mix 99
    26. Seven Beck remix 99
    27. This is not America BBC 2000
    28. Shadow Man unreleased Toy album 2001
    29. America NY 2001
    30. Slip Away live Dublin 2003
    31. Wood Jackson Bonus Heathen 2002
    32. Under Pressure live Dublin_2003
    33. Bring me the Disco King Underworld Lohner mix 2003
    34. Nature Boy with Massive Attack 2002

Os comentários estão fechados.