O IMPERIALISMO é a imposição, pela força das armas, de quem são os bons e os maus ditadores. Já ninguém acredita na tanga humanitária.

Rasmussen (NATO) e Ban Ki-moon (ONU), confraternizam com Karzai, seu governo fantoche no Afeganistão.

Os pressupostos da resolução com que a ONU declarou guerra à Líbia e que a NATO, sob seu mandato, se prepara para começar executar com bombardeamentos já nas próximas horas, são os mesmos que levou a máquina de guerra para a Sérvia, o Afeganistão e o Iraque  e que poderia ser igualmente aplicada ao Bahrein, ao Iémene e à Arábia Saudita. Ainda alguém dúvida do critério?

10 RAZÕES PARA DIZER NÃO À INTERVENÇÃO OCIDENTAL NA LÍBIA, NO STOP THE WAR COALITION

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

53 Responses to O IMPERIALISMO é a imposição, pela força das armas, de quem são os bons e os maus ditadores. Já ninguém acredita na tanga humanitária.

  1. Pingback: Invasões imperialistas, o caso Salerno | Aventar

Os comentários estão fechados.