O caso TuiTavares

Não tenho sentido qualquer motivação para escrever sobre o que levou os eurodeputados do BE a votar a favor da deliberação sobre a situação na Líbia. Parece-me um erro político mas, por si, não faz com que considere o Miguel Portas, a Marisa Matias e o Rui Tavares defensores do imperialismo ou da NATO. Acho que cometeram um erro político grave que espero que não fique para a história de mais uma intervenção da NATO, tal como acredito que os próprios desejarão.
Contudo, já tenho mais dificuldades em perceber porque será que dois dos três eurodeputados do BE (?) sentem necessidade de assinar um texto conjunto de resposta a um dos autores deste blogue, publicado no principal órgão de comunicação do Bloco de Esquerda – sendo que nem foi o Renato que primeiro levantou a questão aqui no 5dias.
Na linha do que o Ricardo Noronha aqui escreve parece-me que os dirigentes do BE andam demasiadamente preocupados com a sua imagem publica fazendo do Esquerda.net um blogue dos seus estados de alma sobre quem não gramam. O que também não me motivaria muito mais comentários.
Já a resposta do Rui Tavares, além de politicamente absurda (é ler o nonsense da elaboração sobre o seu voto favorável ao parágrafo em que divergiu dos outros eurodeputados do BE) baixa o nível de argumentação. É curioso que, quem tantas vezes fala em cidadania e sobre a necessidade de participação de mais cidadãos na política, assim que politicamente questionado, teça considerações sobre o profissionalismo e deontologia de quem, num blogue, não está a exercer a sua profissão.
Por outro lado, parece-me claro que o Rui Tavares se deixou encadear pelo brilho dos luxos de Bruxelas, ao considerar que está a prestar contas aos cidadãos quando, do seu IPad, tuíta mensagens para os amigos excursionistas que gosta de convidar para Bruxelas. Chamem-me neo-realista, mas talvez fizesse bem ao Rui Tavares uma viagenzinha pelo Portugal fora da Internet ou então, na próxima excursão que o BE Europa organizar, trocar os amigos do IPad por uma operária do Vale do Ave, um agricultor de Serpa e uma trabalhadora do sexo do Intendente.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

9 respostas a O caso TuiTavares

  1. Niet diz:

    Gostei muito do seu post. Por todas as razões. Niet

  2. Eu estou ao lado.
    Nas tintas para as pequenas tricas, alíneas, parágrafos, coerências, votações no PE, inimizades pessoais ou o raio-que-vos-parta.
    Absolutamente nas tintas !
    Estão a morrer pessoas aos montes, e outras a ser despojadas/exiladas do seu modo de vida, seus «bizantinos» !! E é já aki em baixo !!!

    A única razão porque a NATO se deve abster, quanto a mim, é porque só iria acrescentar desastre ao desastre.

    É o que se me oferece.

    • Daniel Nicola diz:

      nem mais, nem menos!

    • Luís Rocha diz:

      Você está-se nas tintas. Pois está! Invasões, bombardeamentos e ocupações imperialistas são bons quando é para “salvar o povo do ditador” – mais concretamente do seu ditador favorito (porque os ditadores de Israel, Arábia Saudita, Colômbia, Bahrein, etc, etc, etc… já não lhe interessam).

      Não seja hipócrita! Você não chora pelo povo líbio! Um povo que você não conhece nem quer conhecer. Você viu demasiados filmes cowboys e acha que algum John Wayne da NATO/ONU/UE imperialismo lda vai acabar com a raça do “índio” Kadafi e fazer feliz o seu ego!

      O povo líbio merece melhor que os vossos paternalismos, merece melhor que Kadafi, merece melhor que a porra da bandeira da monarquia empunhada por meia dúzia de oportunistas reaccionários que são os chamados “líderes opositores”. O povo líbio merece democracia, justiça social e poder popular conquistado pelas suas próprias mãos, soberanamente!

  3. StreetWarrior diz:

    Gostei muito desta analise do Michel Chossudovsky que traduzi aqui.
    http://espirra-verdades.blogspot.com/2011/03/operacao-libia-redesenhar-o-mapa-de.html

    Nuno

  4. a anarca diz:

    Ser um eurodeputado de parolos precários, é muito duro !
    Tiago, seu saudosista de clichês ultrapassados : uma operária do Vale do Ave, um agricultor de Serpa e uma trabalhadora do sexo do Intendente ainda existem?
    Não há gente mais feia que aquela que apanha o avião para bruxelas ou para a Neve 🙂
    Adiante !

  5. Luís Rocha, vá ali à esquina comprar uns óculos melhores.
    E depois tente não escrever tanto por ‘lugares-comuns’, usar a própria cabeça, se por acaso não tiver apenas duas pernas e uma barriga e uma garganta a debitar «cassetes» ‘escritas por outros…

    sad 🙁

    • Luís Rocha diz:

      Reconheço que o li um bocado apressadamente. Coloco as minhas desculpas, mas reitero que qualquer intervenção militar, no fly zone e afins é um acto criminoso do imperialismo, tristemente permitido por alguns papalvos de esquerda.

Os comentários estão fechados.